Líder da Igreja Mundial agora tem passaporte diplomático

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Vejo um novo comunismo, distante do comunismo histórico, brotar do vírus”. Entrevista com Slavoj Žižek

    LER MAIS
  • Um tempo de grande incerteza. Entrevista com o papa Francisco

    LER MAIS
  • “Uma catástrofe no século XXI, a menos que a humanidade mude subitamente de rumo”. Entrevista com John Bellamy Foster

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Janeiro 2013

O governo autorizou os líderes da Igreja Mundial do Poder de Deus a receberem passaportes diplomáticos do Ministério das Relações Exteriores. O apóstolo Valdemiro Santiago de Oliveira e sua mulher, Franciléia Gomes de Oliveira, receberam o documento, de acordo com o "Diário Oficial da União" de ontem. A portaria foi assinada pelo ministro interino Ruy Nogueira.

A informação é publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 15-01-2013.

O documento permite acesso à fila de entrada separada em alguns aeroportos e facilita a obtenção de vistos em alguns países. O tratamento tende a ser menos rígido que o dado a brasileiros com passaporte comum. Mas a assessoria do ministério afirma que a posse do documento não garante imunidade diplomática ou privilégio em regiões aduaneiras.

Um decreto publicado em 2006, durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, prevê a concessão de passaporte especial a presidentes, vices, ministros de Estado, parlamentares, chefes de missões diplomáticas, ministros dos tribunais superiores e ex-presidentes. Religiosos também recebem o documento.

De acordo com o ministério, o passaporte especial é concedido tradicionalmente a cardeais da Igreja Católica e, por isso, o Itamaraty também estende o benefício a líderes ou representantes de outras religiões.

A própria denominação é responsável por indicar dois representantes que poderão receber o passaporte diplomático. As instituições devem entregar os documentos com o pedido ao ministério, que analisa "caso a caso se o documento será concedido".

O Itamaraty também informou que, para que o pedido seja aprovado, é necessário que a instituição exerça "uma atividade que justifique o trabalho no exterior".

Para fundamentar o pedido, a Igreja Mundial afirmou que pretende dar continuidade, em outros países, ao trabalho já desenvolvido no Brasil pela instituição.

Conhecido como apóstolo, Valdemiro é ex-bispo da Igreja Universal do Reino de Deus. Ele rompeu com Edir Macedo em 1997 para abrir sua própria denominação.

A Mundial é hoje uma das maiores concorrentes da Universal. Até o ano passado, contava com mais de 3.000 templos espalhados pelo Brasil e vasta programação televisiva em canais abertos como Canal 21, RedeTV! e Band.

Procurado pela reportagem, Valdemiro não concedeu entrevista à Folha.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Líder da Igreja Mundial agora tem passaporte diplomático - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV