O Papa Francisco festeja seu 78° aniversário com os pobres e os moradores de rua

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Em busca de cliques, sites e blogs resolveram "matar" Dom Pedro Casaldáliga

    LER MAIS
  • “Pandemia causará um desencanto que chegará às ruas”, afirma Mike Davis

    LER MAIS
  • Dentro de um inferno, algo do paraíso não se perdeu. Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


18 Dezembro 2014

Como nos primeiros dias do seu pontificado, Bergoglio está muito atento aos mais desfavorecidos: doará comida às mesas dos indigentes e um cartão de augúrios de Natal junto a algumas notas bancárias, precisamente como havia feito na sua primeira Páscoa como Pontífice.

A reportagem é de Francesco Antonio Grana, publicada pelo jornal Il Fatto Quotidiano, 17-12-2014. A tradução é de Benno Dischinger.

Para o Papa Francisco aniversário é com os pobres. Também neste ano Bergoglio quis festejar o dia do seu nascimento com algumas pessoas sem morada fixa de Roma. Na última audiência geral da quarta-feira de 2014 o Papa recebeu oito clochard, 3 mulheres e 5 homens, que lhe deram alguns gira sóis. Da Espanha, pelo 78° aniversário de Bergoglio, chegaram ao Vaticano 800 quilogramas de frangos que o Papa doará às mesas dos pobres de sua diocese de Roma. Mas está prevista também uma surpresa de Francisco para os necessitados da Capital: um bilhete de votos de Natal junto com algumas notas bancárias, precisamente como havia feito na sua primeira Páscoa como Pontífice.

Desde sua eleição, de fato, o Papa das periferias existenciais colocou no centro de seu pontificado os pobres: doces para os sem moradia fixa em São Pedro; dinheiro aos habitantes de rua que dormem na estação Stazione Termini; cartões telefônicos para os imigrantes de Lampedusa: e até uma loteria de beneficência no Vaticano. Uma verdadeira e própria bofetada na opulência da Santa Sé segundo alguns observadores, com Francisco determinado a resolver os escândalos financeiros do IOR e a chaga da pedofilia eclesial.

No coração do Papa, junto aos pobres, o desejo da paz no mundo. Na audiência geral, de fato, Bergoglio ainda solicitou certa vez aos 15 mil fiéis presentes de “rezarem juntos pelas vítimas dos desumanos atos terroristas praticados nos dias passados na Austrália, no Paquistão e no Yemen.  O Senhor – acrescentou Francisco – acolha em sua paz os defuntos, conforte os familiares, e converta os corações dos violentos que não param nem sequer diante das crianças.

Depois o inesquecível banho da multidão numa Praça São Pedro transformada para a ocasião do aniversário do Papa numa pista de tango, entre a Argentina e o Uruguai. Uma gigantesca milonga com milhares de dançarinos de tango ao longo de toda a via della Conciliazione, entre a árvore de Natal, chegada neste ano da Calábria e o presépio confeccionado pela Fundação Arena de Verona, que serão ambos inaugurados na noite de 19 de dezembro próximo. A prefeitura da Casa Pontifícia também comunicou que nas 43 audiências gerais de 2014 Francisco recebeu no Vaticano um milhão e 200 mil fiéis provenientes de todo o mundo.

E, sempre no dia de seu 78° aniversário, Bergoglio completou a Comissão para a tutela dos menores, por ele instituída aos 5 de dezembro de 2013.  Oito novos membros que vão se acrescentar aos nove já nomeados por Francisco. A novidade mais relevante é que, junto à irlandesa Marie Collins, fará parte do organismo vaticano também outra vítima dos abusos do clero, o inglês Peter Saunders, que estava entre as seis pessoas às quais o Papa havia solicitado perdão pela pedofilia do clero na missa que havia celebrado por eles em sua residência da Casa Santa Marta.

Os 17 novos membros da Comissão anti-pedofilia, 8 mulheres e 9 homens, foram escolhidos de numerosas partes do mundo de modo a haver uma ampla representação de situações e culturas diversas. Quem presidirá o organismo será o cardeal de Boston, o capuchino Seán Patrick O’Malley, que será assessorado pelo secretário, o estadunidense monsenhor Robert Oliver.

Além das duas vítimas, Collins e Saunders, os outros membros são: o padre Luis Manuel Ali Herrera (Colômbia); Catherine Bonnet (França); Gabriel Dy-Liacco (Filipinas); Scheila the Baroness Hollins (Inglaterra); Bill Kilgallon (Nova Zelândia); Irmã Kayula Gertrude Lesa (Zâmbia); Irmã Hermegild Makoro (África do Sul); Kathleen McCormack Am (Austrália); Claudio Papale (Itália); Hanna Sochocka (Polônia): Krysten Winter-Green (USA); e os dois jesuítas, o padre Humberto Miguel Yáñez (Argentina) e o padre Hans Zollner (Alemanha).

A próxima sessão plenária da Comissão, a primeira com o organismo completo, se dará no Vaticano os 6 de fevereiro de 2015. Naquela ocasião serão definidos os estatutos do novo organismo querido pelo Papa Francisco para combater a pedofilia do clero.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa Francisco festeja seu 78° aniversário com os pobres e os moradores de rua - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV