Padre Léo Pessini é eleito novo Superior Geral dos Camilianos

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Do samba ao funk, o Brasil que reprime manifestações culturais de origem negra e periférica

    LER MAIS
  • ASA 20 Anos: Água potável é vida e bênção para a infância do Semiárido

    LER MAIS
  • Massacre de Paraisópolis é a falta do reconhecimento da cultura periférica, diz Raquel Rolnik

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: André | 23 Junho 2014

Com a eleição do novo Superior Geral, os camilianos querem deixar para trás os tristes acontecimentos conhecidos que afetaram a ordem nos últimos meses.

 
Fonte: http://bit.ly/1nx6JtL  

A informação é publicada por Religión Digital, 19-06-2014. A tradução é de André Langer.

O Capítulo Geral Extraordinário da Ordem dos Ministros dos Enfermos, mais conhecidos como camilianos, que está acontecendo em Ariccia (Roma), elegeu o 60º Superior Geral para o período 2014-2020 na pessoa do padre Léo Pessini (foto).

A eleição aconteceu na primeira votação e por maioria esmagadora; um sinal da unidade do Capítulo na eleição do novo líder da Ordem.

Com a eleição do novo Superior Geral, os camilianos querem deixar para trás os tristes acontecimentos conhecidos que afetaram a ordem nos últimos meses e renovar o compromisso no serviço às pessoas que sofrem.

Biografia

Nascido no dia 14 de maio de 1955 em Santa Catarina, Pessini fez os primeiros votos em 1975, a profissão perpétua em 1978 e foi ordenado sacerdote em 1980. Atualmente é o Superior Provincial do Brasil e um dos especialistas em Bioética mais conhecidos e respeitados no país.

Licenciou-se em Filosofia na Escola Nossa Senhora da Assunção de São Paulo e em Teologia na Universidade Pontifícia Salesiana, em Roma. Cursou estudos de estudos em Educação Pastoral Clínica e Bioética no St. Lukes’s Medical Center dos Estados Unidos (1982-85). Doutor em Teologia Moral, com especialização em Bioética. Sua tese de doutorado tem como título Distanásia: até quando prolongar a Vida?, que foi publicada pela Editora Loyola em 2006.

É vice-reitor do Centro Universitário São Camilo de São Paulo e presidente das Organizações dos Religiosos Camilianos, que inclui 56 hospitais no Brasil.

Foi também coordenador da Delegação de Pastoral da Saúde da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) entre 1994-1997, fez parte da direção da International Association of Bioethics (1997-2005), vice-presidente da Sociedade Brasileira de Bioética e membro da Equipe de Apoio do Observatório Pastoral do CELAM (Conselho Episcopal Latino-americano).

Foi diretor de duas revistas científicas e publicou mais de 20 livros sobre Bioética, Pastoral da Saúde e Humanização da Saúde.

A preocupação pelo acompanhamento a pessoas no final da vida e suas famílias foi uma constante em sua vida. De fato, um dos seus primeiros ministérios foi a capelania do Hospital Clínico de São Paulo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Padre Léo Pessini é eleito novo Superior Geral dos Camilianos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV