Cardeal Tagle visita os refugiados que recebem ajuda da Caritas na Grécia

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Não seremos salvos pelo moralismo, mas pela caridade”. Artigo do Papa Francisco

    LER MAIS
  • A contagem regressiva para a próxima pandemia

    LER MAIS
  • Carta de alerta a todas as autoridades políticas e sanitárias brasileiras sobre a Covid-19

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 19 Outubro 2015

Sua Eminência Luis Antonio Cardeal Tagle, arcebispo de Manila, visitará Idomeni no próximo dia 19 de outubro. Nesta localidade grega, próxima à fronteira com a ex-República Iugoslava da Macedônia, a Caritas está oferecendo ajuda aos migrantes em trânsito.

A reportagem é publicada por Caritas Internacional, 16-10-2015. A tradução é de André Langer.

Os voluntários da Caritas Hellas (denominação local da Caritas Grécia) em Idomeni proporcionam alimentos, água e remédios a mulheres e crianças que transitam por esta passagem fronteiriça.

O cardeal Tagle é também o presidente da Caritas Internationalis, que coordena os esforços de assistência desta confederação internacional de organizações católicas para a ajuda humanitária e o desenvolvimento.

A Caritas oferece roupa de abrigo, comida, assistência médica, roupa de cama, água e remédios, assim como outros serviços, trabalhando na Grécia, na ex-República Iugoslava da Macedônia, Sérvia, Croácia, Hungria e outros lugares da Europa. Mais de meio milhão de pessoas receberam ajuda apenas da Caritas, até esta data, na rota migratória dos refugiados.

Em 2015, mais de 70% dos solicitantes de asilo e emigrantes chegaram à Europa procedentes de países em conflito, como Síria, Afeganistão e Iraque. Entre os que cruzam a Grécia há muitas famílias, com mulheres e crianças, que tiveram que enfrentar viagens perigosas e difíceis, por mar e por terra.

Muitos dos países europeus que estes deslocados cruzam não dispõem de capacidade suficiente para receber ondas de refugiados desta magnitude, especialmente não têm condições de oferecer refúgio. A Caritas teme agora a inclemência do clima, já que a situação dos deslocados poderá deteriorar-se consideravelmente.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cardeal Tagle visita os refugiados que recebem ajuda da Caritas na Grécia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV