Papa Francisco nomeia o bispo “da justiça social” para San Diego

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Os Padres da Caminhada se solidarizam com o padre Riva, vítima de racismo em Alfenas – MG

    LER MAIS
  • Acabemos com o sistema clerical

    LER MAIS
  • O que a dor nos ensina. Artigo de Corrado Augias

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


06 Março 2015

Robert W. McElroy, bispo auxiliar de San Francisco e um dos líderes da ala “justiça social” da Igreja Católica, foi nomeado para ajudar a conduzir a Diocese de San Diego. O sítio Crux informou sobre esta nomeação na segunda-feira, e ela foi confirmada pelo Vaticano nesta terça-feira pela manhã. McElroy será instalado em 15 de abril.

A reportagem é de Michael O’Loughlin, publicado pelo Crux, 02-03-2015. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

McElroy, 61, tem escrito extensivamente sobre a missão de justiça social da Igreja, promovendo um engajamento social católico que coloca as questões dos direitos humanos e econômicos em pé de igualdade com as problemáticas do aborto e casamento civil homoafetivo.

“Somos chamados a considerar questões como aborto e pobreza, casamento e direitos imigratórios, eutanásia e guerra, liberdade religiosa e justiça restaurativa, não como alternativas que competem entre si geralmente postas dentro de um quadro partidário, mas sim como um continuum complementar da vida e da dignidade”, escreveu ele na revista America em outubro de 2013.

A nomeação de McElroy para San Diego é o mais recente sinal de que o Papa Francisco pretende deixar sua marca na Igreja americana.

No ano passado, Francisco escolheu um outro prelado, Blase Cupich, para servir como arcebispo de Chicago. McElroy esteve presente na missa de instalação de Cupich.

McElroy, natural de San Francisco, formado em Harvard com formação em História, possui doutorado pela Stanford University e um segundo doutorado pela Pontifícia Universidade Gregoriana.

Ainda que tenha trabalhado na chancelaria da Arquidiocese de San Francisco por muitos anos, McElroy foi pastor em uma paróquia da cidade de San Mateo, na Califórnia, durante 14 anos.

Falando em San Francisco no mês passado, McElroy elogiou o que chamou de “ênfase na misericórdia” do Papa Francisco, e disse que a Igreja deve gravitar em torno de respostas pastorais aos fiéis.

“Para a religião, julgar os demais é um pecado cardeal”, disse ele, na ocasião. “É fácil para a Igreja se perder nas regras, mas a teologia pastoral supera as regras”. Em seguida, passou a dizer que é a favor de se permitir que católicos divorciados e recasados no civil recebam a Comunhão, postura que põe McElroy junto de outros bispos que tentarão derrubar tal proibição no Sínodo dos Bispos sobre a família em Roma a acontecer em outubro deste ano.

Ele também fez da desigualdade econômica uma de suas marcas, elogiando a ênfase do papa sobre a questão da pobreza. No ano passado, McElroy disse ao sítio Crux que os leigos têm uma responsabilidade especial no combate à desigualdade.

“Eu acho que as declarações do Papa Francisco sobre o desafio da pobreza mundial e da desigualdade oferecem uma oportunidade única para a comunidade católica de aprofundar seus recursos leigos institucionalizados”, disse.

McElroy sucede Dom Cirilo Flores, falecido em setembro do ano passado – menos de um ano desde que havia sido nomeado para o cargo. A diocese, com um pouco menos de 1 milhão de católicos, está entre as maiores dos Estados Unidos.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco nomeia o bispo “da justiça social” para San Diego - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV