Um Sínodo muito importante para a Igreja na Amazônia. Entrevista com Cláudio Hummes

Revista ihu on-line

A esquerda e a reinvenção da política. Um debate

Edição: 523

Leia mais

A virada profética de Francisco – Uma “Igreja em saída” e os desafios do mundo contemporâneo

Edição: 522

Leia mais

1968, um ano múltiplo – Meio século de um tempo que desafiou diversas formas de poder

Edição: 521

Leia mais

Mais Lidos

  • Ministérios ordenados para as mulheres? Entrevista com Andrea Grillo

    LER MAIS
  • Os jovens que não gostam do papa Francisco

    LER MAIS
  • 'A educação está nocauteada'. Entrevista com Gaudêncio Frigotto

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

16 Outubro 2017

Uma grande satisfação vem da região Pan-Amazônica, para a qual o Papa Francisco anunciou, nesse domingo, uma assembleia especial do Sínodo dos Bispos, que se realizará em Roma em outubro de 2019.

A reportagem é de Cristiane Murray, publicada por Radio Vaticana, 15-10-2017. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O cardeal Cláudio Hummes, presidente da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), expressa sua alegria pela notícia.

“Acolhemos com muita alegria e gratidão ao papa e a Deus, acima de tudo. Nós todos agradecemos a Deus porque será um evento eclesial muito importante para a missão da Igreja na Amazônia. Portanto, foi para nós todos um anúncio de uma graça verdadeiramente grande. Estamos todos muito contentes e sabemos que o mundo inteiro atualmente tem um interesse especial pela Amazônia, também por causa da crise climática e ambiental geral. Para nós, católicos e cristãos, é importante, especialmente, por causa da evangelização daquela região, a evangelização dos indígenas que estão lá, que aguardam com muita esperança a presença da Igreja e da Palavra de Deus que a Igreja sempre leva.”

Essa decisão denota uma preocupação muito forte do pontífice. Isso aumenta um pouco as expectativas em relação ao Sínodo. O que se pode esperar?

“Creio que o papa realmente quer ouvir os bispos de toda aquela região, para indicar novos caminhos de presença e de proximidade com as pessoas. Mas também a evangelização propriamente dita, a evangelização que também significa o anúncio explícito de Jesus Cristo. E, depois, justamente, tudo o que a Igreja deve fazer em nome de Jesus Cristo em favor da questão socioambiental.”

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Um Sínodo muito importante para a Igreja na Amazônia. Entrevista com Cláudio Hummes - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV