Ordem de Trump atrasa chegada em Washington de família refugiada apoiada por paróquia jesuíta

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Para ser ouvida, a Igreja precisa mudar de método. Entrevista com Jean-Claude Hollerich, relator do próximo Sínodo

    LER MAIS
  • Impulso feminino no neofascismo cristão de Bolsonaro: quatro cenas recentes de início do ano eleitoral

    LER MAIS
  • A Europa e a guerra da Ucrânia. Artigo de Boaventura de Sousa Santos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Fevereiro 2017

Uma família de refugiados, patrocinada por uma paróquia jesuíta, pôde finalmente chegar aos Estados Unidos depois de ser impedida por ordem executiva do presidente Donald Trump, que proibia refugiados de sete países majoritariamente muçulmanos.

A reportagem é de Thomas Reese, publicada por National Catholic Reporter, 20-02-2017. A tradução é de Isaque Gomes Correa.

Os Cheikhos, família muçulmana curda composta de oito membros, estavam no Iraque como refugiados há mais de dois anos. Eles estão sendo bancados pela Paróquia Holy Trinity, em Washington, DC.

A família “fora rigorosamente examinada e fizera todas as coisas exigidas para a obtenção de vistos e entrada nos Estados Unidos”, explica Kate Tromble, agente pastoral da paróquia. A família deveria originalmente chegar em 6 de fevereiro. Então veio a ordem executiva do presidente em 27 de janeiro. “Depois de todos os nossos esforços e de todas as esperanças depositadas, acabamos perdendo a família”, ela contou a membros da paróquia.

A ordem executiva foi suspensa por um tribunal americano, o que permitiu que as famílias viessem ao país.

Os Cheikhos viajaram por 30 horas antes de chegar, em 16 de fevereiro, no Aeroporto de Dulles, em Washington, onde se encontraram com membros da paróquia. Os paroquianos levaram a família para uma casa de família, que será o lar deles pelas próximas duas semanas.

“Foi uma cena muito bonita ver as crianças explorarem a sua casa temporária, onde estarão ficando nos próximos dias”, escreveu Chris Crawford por email enviado a nossa reportagem. “Foi bonito e vê-los descobrir todos os brinquedos e outras guloseimas que as aguardavam”.

O Sr. Cheikho agradeceu os paroquianos por ajudar a sua família. “Ele disse que está muito grato por tudo o que a nossa equipe fez”, explicou Crawford. “Ele ficou bastante emocionado”.

No dia seguinte, a família teve a primeira visita do assistente social e assinou um contrato de uso para o próximo ano de onde irão morar.

A Paróquia Holy Trinity trabalhou em parceria comos Serviços Sociais Luteranos em Falls Church, na Virgínia, grupo que tem experiência em reassentar refugiados no norte desse estado.

“São necessárias muitas pessoas para acompanhar uma família”, explica Kate Tromble, agente pastoral para justiça social, no boletim paroquial da Holy Trinity.

“Precisamos de equipes de alimentação, moradia e mobiliário, finanças, emprego, transporte, acolhida, roupas, educação e professores de inglês como segunda língua, além de serviços médicos e jurídicos, intérpretes que falem árabe”.

Mas não foi difícil conseguir voluntários. “Nós apenas perguntávamos e as pessoas se prontificavam a auxiliar”, escreve Tromble. “A nossa equipe cresceu rapidamente”.

O pároco, o padre jesuíta Kevin Gillespie, informa que 70 paroquianos haviam contribuído financeiramente e que cerca de 200 outros, além de estudantes da escola da paróquia, estiveram envolvidos.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ordem de Trump atrasa chegada em Washington de família refugiada apoiada por paróquia jesuíta - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV