Conferência Episcopal chilena qualifica de “dolorosa” a denúncia contra O’Reilly

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • O ataque ao Capitólio e a tentativa de golpe contra o Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • “A pandemia demonstrou as consequências de 40 anos de neoliberalismo”, avalia Joseph Stiglitz

    LER MAIS
  • Carta ao Povo Brasileiro: por vacina para todos, retorno do auxílio emergencial, mais recursos para o SUS e Fora Bolsonaro

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 28 Julho 2012

A Conferência Episcopal da Igreja Católica do Chile manifestou sua preocupação e dor pela denúncia por abuso sexual de uma aluna do Colegio Cumbres Femenino, pertencente aos Legionários de Cristo, que recai sobre o sacerdote John O’Reilly.

A reportagem está publicada no sítio Religión Digital, 26-07-2012. A tradução é do Cepat.

O porta-voz da instituição católica, Jaime Coiro, manifestou em entrevista ao canal de televisão 24 Horas que a situação “é muito dolorosa, independente de quem seja a pessoa e a instituição envolvida”.

“Sempre quando há um possível abuso de um menor de idade é uma má notícia para a sociedade, para a família e para a Igreja. O importante é que esta denúncia esteja sendo conduzida segundo a legislação vigente no Chile e só nos resta confiar no trabalho das instâncias que investigam o caso, tanto na justiça penal como na justiça canônica, e que em breve possam chegar à verdade”, acrescentou.

O representante da Conferência Episcopal mencionou que desde 2003 existe um protocolo, apoiado em um procedimento judicial interno, para estes casos e que na história chilena há 19 clérigos que foram condenados por abuso sexual.

Em relação à situação do sacerdote O’Reilly, Coiro disse que “nas denúncias apresentadas há o direito do denunciado de ser considerado inocente até prova em contrário. Também não podemos converter esse direito em um pretexto para não acreditar nos denunciantes e é preciso ter muito cuidado e especial proximidade com as pessoas que fazem a denúncia. Entendo ser o teor das medidas tomadas pelo Colegio Cumbres também neste caso”.

Para a professora da Escola de Jornalismo da Universidade Diego Portales, Andrea Insunza, que é coautora do livro Legionários de Cristo no Chile junto com o jornalista Javier Ortega, que dedica um capítulo inteiro ao sacerdote, trata-se de uma acusação de alto impacto, não apenas por se tratar de uma das congregações religiosas mais influentes no país, mas porque “é a principal figura dos Legionários de Cristo no Chile e foi fundamental para a expansão da congregação na elite e, sobretudo, na elite econômica chilena”.

Segundo Insunza, o papel do religioso foi fundamental para “produzir os vínculos com pessoas como Eliodoro Matte, Guillermo Luksic ou próximas, como Agustín Edwards e Alvaro Saieh, que depois decaíram um pouco”. “É central para a penetração dos Legionários de Cristo na elite econômica chilena”, reitera.

Para a jornalista Andrea Insunza, embora no Chile os Legionários tivessem que enfrentar ultimamente acusações de abuso sexual no Colegio Apoquindo, também pertencente ao grupo, “os Legionários demonstraram bastante fortaleza, é uma congregação que resistiu. O impacto da pena contra Maciel por abuso contra menores foi muito pequeno, foi maior por sua vida dupla”.

Na opinião de Insunza, o futuro dos Legionários de Cristo no país, depois da situação que o sacerdote enfrenta, “vai depender do desfecho destas acusações contra John O’Reily, caso surgirem novos casos, o que vai acontecer com a comunidade aqui no Chile”.

Assim o jornal chileno La Nación descreve o caso: “John O’Reilly: O legionário que comparava Maciel com Jesus. O sacerdote de origem irlandesa que chegou ao Chile em 1985 recebeu a nacionalidade graças ao seu ‘trabalho apostólico (...) dirigido ao mundo da juventude, inculcando o amor ao próximo’. Hoje está sendo acusado por uma aluna do Colegio Cumbres por abusos sexuais”.

E o jornal El Mostrador: “A queda de John O’Reilly, o sacerdote protegido da elite”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Conferência Episcopal chilena qualifica de “dolorosa” a denúncia contra O’Reilly - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV