No PA, protesto bloqueia entrada para canteiro de obras de Belo Monte

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Diante do nacionalismo da Grande Rússia, vamos reinventar o internacionalismo. Artigo de Pierre Dardot e Christian Laval

    LER MAIS
  • “Receber dinheiro para evangelizar de quem gera morte é contraditório”. Entrevista com Dom José Ionilton Lisboa de Oliveira

    LER MAIS
  • “Fratelli Tutti” coisa nenhuma. “Memorando” exorta que antes do conclave os cardeais releiam “Dominus Iesus”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


14 Janeiro 2015

Um protesto iniciado na noite de sábado (10) bloqueia a entrada de veículos no canteiro de obras da Usina de Belo Monte, no quilômetro 600 rodovia BR-230, a Transamazônica, no sudoeste do Pará. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o protesto é organizado pela Associação dos Povos Indígenas Nativos Ribeirinhos do Médio Xingu. A Norte Energia, empresa responsável pela Usina de Belo Monte, condenou o bloqueio da rodovia em nota enviada à imprensa. A empresa afirma que o bloqueio foi realizado de forma violenta e não realizará negociação com os manifestantes enquanto perdurar o clima de ameaça e o bloqueio da estrada.

A reportagem foi publicada pelo portal G1 e reproduzida pelo sítio Amazônia, 12-01-2014.

Os manifestantes anunciam uma extensa pauta de reivindicações e pedem a presença de representantes da usina e do Governo Federal para negociar a liberação da via. Segundo a PRF, a cada meia hora os manifestantes liberam o fluxo de veículos na rodovia, bloqueando apenas a passagem de veículos relacionados à usina, impedidos de seguir viagem em direção ao canteiro de obras de Belo Monte.

Confira a nota da Norte Energia na íntegra:

A Norte Energia condena o fechamento da rodovia Transamazônica por um pequeno grupo de indígenas citadinos iniciado neste sábado com o uso de violência.  A Empresa vem cumprindo todo o Plano Básico Ambiental – Componente Indígena (PBA-CI), tendo inclusive um comitê de acompanhamento integrado por todos os indígenas.  A Empresa não realizará negociação enquanto perdurar o clima de ameaça e o bloqueio da estrada.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

No PA, protesto bloqueia entrada para canteiro de obras de Belo Monte - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV