O Vaticano na Al-Azhar: luz verde para o encontro entre o Papa e o grão Imã

Mais Lidos

  • Como o Papa Francisco está tentando “feminilizar” a Igreja

    LER MAIS
  • “Os maus-tratos aos animais é uma expressão do mal e da nossa incapacidade de aceitar os outros”. Entrevista com Corine Pelluchon

    LER MAIS
  • Israel-Palestina. Um soldado se sacrifica e um primeiro-ministro renuncia: o genocídio em Gaza provoca ações desesperadas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: André | 18 Fevereiro 2016

Uma delegação vaticana visitou a universidade islâmica sunita do Cairo, a al-Azhar, após as não tão fáceis relações dos últimos anos, para manifestar a disponibilidade de receber o grão imã para um encontro com o Papa.

A reportagem é de Iacopo Scaramuzzi e publicada por Vatican Insider, 17-02-2016. A tradução é de André Langer.

Na terça-feira à tarde, afirmou uma nota vaticana, mons. Miguel Angel Ayudo Guixot, secretário do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, em companhia do núncio apostólico no Egito, dom Bruno Musarò, visitou a Universidade al-Azhar, “prestigiosa instituição muçulmana sunita”. A delegação foi recebida pelo dr. Abbas Shuman, “número dois” do grão imã, o dr. Ahmad Al-Tayyib.

“O encontro – indicou a nota – aconteceu em um clima de cordialidade, e falou-se sobre a necessidade de retomar o diálogo entre ambas as instituições, seguindo o desejo do Papa Francisco e de muitas outras pessoas de boa vontade. Chegou-se a um acordo sobre “a importância de prosseguir e intensificar tal diálogo pelo bem da humanidade. O secretário mons. Ayuso entregou uma carta de sua eminência o cardeal Jean-Louis Tauran, presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, na qual expressa sua disponibilidade para receber o grão imã e acompanhá-lo oficialmente a uma audiência com o Santo Padre. Enquanto se agradece a quantos colaboraram para o êxito da visita à al-Azhar, esperamos que esta possa levar-nos a uma colaboração frutuosa”.

A al-Azhar interrompeu a colaboração com a Santa Sé depois que, em janeiro de 2011, Bento XVI citara um atentado contra os coptas de Alexandria entre os motivos pelos quais “é urgente a necessidade para os governos da região de adotar, apesar das dificuldades e das ameaças, medidas eficazes para a proteção das minorais religiosas”. Palavras que foram interpretadas no Cairo como uma ingerência política. O governo egípcio dessa época retirou o seu embaixador junto à Santa Sé e a universidade sunita decidiu, evocando o discurso de Joseph Ratzinger na Universidade de Regensburg, suspender o diálogo com a Santa Sé.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Vaticano na Al-Azhar: luz verde para o encontro entre o Papa e o grão Imã - Instituto Humanitas Unisinos - IHU