Terremoto no Haiti: padre morre, cardeal fica ferido e outro padre está desaparecido

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


17 Agosto 2021

 

O terremoto de magnitude 7,2 que atingiu o Haiti destruiu a residência episcopal em Les Cayes, matando um padre (1), deixando outro padre desaparecido e ferindo o cardeal Chibly Langlois.

A reportagem é de Catholic News Service, 16-08-2021. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O Pe. Emile Beldor morreu devido aos ferimentos após o terremoto do dia 14 de agosto. Já o Pe. Jean-Antoine Coulanges é dado como desaparecido. Langlois sofreu ferimentos no braço e na perna. Fontes da Igreja dizem que sua vida não está em perigo.

A Voice of America relatou que 18 pessoas, reunidas para um batismo, morreram na Paróquia da Imaculada Conceição de Les Anglais.

O serviço de proteção civil do Haiti informou no dia 15 de agosto que cerca de 1.300 pessoas morreram, mais de 5.700 ficaram feridas e mais de 30.250 famílias precisaram de abrigo. Esses números devem aumentar à medida que um ciclone tropical se dirige para a ilha. A agência de proteção civil alertou as pessoas para esperar fortes ondas, deslizamentos de terra e inundações, além de chuvas fortes e mar agitado.

No dia 15 de agosto, no Vaticano, o Papa Francisco expressou as suas condolências e proximidade ao povo haitiano.

“Enquanto elevo ao Senhor a minha oração pelas vítimas, dirijo a minha palavra de encorajamento aos sobreviventes, desejando que o interesse partícipe da comunidade internacional se mova na direção deles”, disse o papa durante o seu discurso no Ângelus. Liderando os peregrinos na oração de uma Ave-Maria pelo Haiti, o papa rezou para que “a solidariedade de todos possa aliviar as consequências da tragédia”.

Dom Joseph Gontrand Décoste, bispo de Jérémie, também pediu ajuda à comunidade católica internacional para a reconstrução. O telhado da catedral diocesana foi arrancado pela segunda vez em menos de cinco anos.

“A população está desesperada e sitiada. Eles estão dormindo debaixo das árvores, em espaços públicos abertos, para se proteger de tremores que chegam a cada poucas horas”, disse Décoste ao Vatican News algumas horas após o terremoto, que danificou a infraestrutura rodoviária e efetivamente isolou a área do restante do país.

“Estamos angustiados. Contamos com a sua solidariedade, com a sua proximidade.”

“Neste dia em que celebramos a Assunção da Bem-Aventurada Virgem Maria, pedimos a ela que semeie esperança no coração de um povo tão duramente provado por este poderoso terremoto”, disse Décoste.

Pouco depois da notícia do terremoto, o arcebispo José H. Gomez, de Los Angeles, presidente da Conferência dos Bispos dos Estados Unidos, exortou as pessoas a ajudarem, contribuindo com a Catholic Relief Services, a agência de ajuda e desenvolvimento dos bispos dos Estados Unidos.

A Catholic Relief Services trabalha no Haiti e tem parceria com a Cáritas, a organização internacional das agências de caridade da Igreja. Ele também ofereceu suas orações por aqueles que haviam perdido entes queridos.

“Oferecemos as nossas orações ao arcebispo Launay Saturné, presidente da Conferência dos Bispos do Haiti, e a todos aqueles que servem incansavelmente às comunidades de fé no Haiti. Somos solidários com a Igreja no Haiti”, disse Gomez.

Apenas na Diocese de Jérémie, a Cáritas local relatou a destruição total da igreja paroquial de Corail.

Em Les Cayes, ao lado da residência do bispo, a estação de rádio católica saiu ilesa, mas a Paróquia do Sagrado Coração, também em Les Cayes, foi destruída.

Mais ao sul, na estrada poeirenta que leva ao ponto mais ocidental da ilha em Anse d’Hainault, uma profunda fissura na estrada de Port-à-Piment separou a remota região do resto do país.

Relatou-se que outras estruturas eclesiais foram danificadas, incluindo a Igreja de Nossa Senhora do Rosário em Port-à-Piment e um dispensário na cidade vizinha de Roche-à-Bateau.

Em Cavaillon, a nordeste de Les Cayes, a Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro foi destruída, assim como a prefeitura e a sede da polícia.

A Igreja de Santa Ana em Anse-à-Veau também foi gravemente danificada, e a Igreja de São Pedro em Barraderes desabou.

 

Nota do Instituto Humanitas Unisinos - IHU:

1.- O jornal francês La Croix informa que são dois padres que morreram no terremoto.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Terremoto no Haiti: padre morre, cardeal fica ferido e outro padre está desaparecido - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV