Covid-19: cardeal Tagle pede “perdão da dívida” dos países pobres

Mais Lidos

  • As responsabilidades das Forças Armadas no golpe. Artigo de Jean Marc von der Weid

    LER MAIS
  • “Gostaria de mais casos de anulação de casamento. Ajuda a curar o sofrimento da separação”, afirma cardeal Zuppi

    LER MAIS
  • Terra Yanomami tem 363 mortes registradas no 1º ano do governo Lula

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

01 Abril 2020

O prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos sugere um jubileu especial, enquanto a crise da Covid-19 causa estragos nas economias do mundo.

A reportagem é de La Croix International, 31-03-2020. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, do Vaticano, pediu aos países ricos que apaguem a dívida dos países pobres como um modo de mitigar o sofrimento das pessoas durante a pandemia da Covid-19.

“A crise do coronavírus (Covid-19) poderia levar a um jubileu de perdão da dívida, para que aqueles que estão nos túmulos do endividamento possam encontrar a vida – desatá-los, libertá-los?”, perguntou o cardeal Luis Antonio Tagle, em sua homilia do domingo, informou o Vatican News.

A missa do ex-arcebispo de Manila foi transmitida ao vivo pelo Pontifício Colégio Filipino de Roma pela TV Maria, um canal de TV católico da Arquidiocese de Manila.

O jubileu, no contexto bíblico, é um tempo de graça que celebra a libertação de condições como escravidão, dívida ou pobreza.

O cardeal Tagle observou que, durante a atual pandemia do coronavírus, muitos estão perdendo seus empregos, especialmente os que recebem salários diários.

Ele pediu que aqueles que possam, “libertem os pobres que lhes devem dinheiro de seus empréstimos e dívidas”.

Embora não tenhamos máscaras suficientes, ele disse que “existem balas mais do que suficientes”.

“Não temos suprimentos suficientes de respiradores, mas temos milhões de pesos, dólares ou euros para gastar em um avião que pode atacar pessoas!”

Ele apelou aos países ricos, durante a crise da Covid-19, para que perdoem as dívidas dos países pobres, para que eles possam usar seus recursos cada vez menores para apoiar suas comunidades, em vez de pagar os juros impostos a eles.

“Em nome dos pobres”, disse ele, “liberemos dinheiro para a segurança real, a educação, a habitação e a alimentação”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Covid-19: cardeal Tagle pede “perdão da dívida” dos países pobres - Instituto Humanitas Unisinos - IHU