Bebê de 4 dias é resgatado no Mediterrâneo

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Por um humanismo bioecocêntrico e libertador. Artigo de Santiago Villamayor, José Arregi et alii

    LER MAIS
  • O Papa Francisco precisa operar a perna direita, mas responde: não quero. Ele teme os efeitos da anestesia, que no caso da colectomia foi uma experiência ruim

    LER MAIS
  • É preciso mudar o olhar sobre a globalização. Duas economistas em Davos confirmam que os ventos mudaram

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


03 Abril 2017

Um bebê de quatro dias foi um dos 480 imigrantes resgatados por navios humanitários no sábado durante missões de busca e resgate no Mar Mediterrâneo. O bebê viajava em um dos dois botes de borracha que carregavam mais de 200 imigrantes do Norte e do Centro da África, do Sri Lanka e do Iêmen e naufragaram 22 milhas náuticas da cidade de Sabratha, na Líbia, o ponto de partida mais usado pelos traficantes de pessoa no país.

A informação é publicada por O Estado de S. Paulo, 03-04-2017.

A operação foi conduzida pela ONG espanhola Proactiva Braços Abertos e durou três horas. Os imigrantes foram transferidos para um barco que chegou à cidade portuária de Augusta, na Sicília, na tarde de ontem.

Os outros imigrantes resgatados, que estavam a bordo de outros dois botes de borracha, foram resgatados pela equipe do navio de suprimentos Vos Prudence, disse um porta-voz da Guarda Costeira. Eles devem chegar hoje à Itália, mas o destino ainda é desconhecido, acrescentou a autoridade marítima.

“Uma semana atrás eu recolhi um corpo do Mediterrâneo pela primeira vez, e (sábado) eu carreguei uma nova vida”, disse Daniel Calvelo, de 26 anos, que transferiu o bebê do bote para o barco.

A mãe do bebê, uma nigeriana de 29 anos, e seu marido, um trabalhador de Gana de 34 anos, também foram resgatados. Eles viveram na Líbia por dois anos e decidiram partir para a Europa após terem o filho.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bebê de 4 dias é resgatado no Mediterrâneo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV