“Diáconas para uma Igreja sinodal.” Síntese para o Sínodo sobre a Sinodalidade

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • A curta vida do Homo sapiens

    LER MAIS
  • A paciência do papa idoso é posta à prova

    LER MAIS
  • Itália. “A esquerda perdeu o povo porque não defendeu o direito à felicidade”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


08 Agosto 2022

 

“Discerning Deacons” – um projeto com sede nos Estados Unidos que visa a servir ao discernimento da Igreja e aos processos sinodais, especialmente no que diz respeito à liderança e ao diaconato femininos – divulgou o seu relatório de síntese para o Sínodo sobre a Sinodalidade, intitulado “Discerning Deacons for a Synodal Church” [disponível em inglês aqui e em espanhol aqui].

 

A nota foi publicada DiscerningDeacons.org, 03-08-2022. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

 

Cerca de 9.000 participantes compartilharam seus lamentos e sonhos em sessões de escuta facilitadas por 150 animadores que o Discerning Deacons formou e acompanhou durante essa fase de escuta. Uma equipe de redação os redigiu na síntese final que reflete os núcleos temáticos sugeridos pela Secretaria do Sínodo do Vaticano.

 

A maioria dos membros do Discerning Deacons que se encontraram por meio do seu processo não teria se envolvido com o Sínodo de outra forma, o que representa um compromisso crucial com o apelo de Francisco para que o Sínodo envolva as pessoas que estão nas margens.

 

A decisão de formar e acompanhar um grupo de animadores reflete o compromisso do Discerning Deacons de servir ao Sínodo, fomentando as capacidades do Povo de Deus em relação à sinodalidade.

 

“A formação de um grupo de animadores para o Sínodo ofereceu às pessoas os instrumentos, mas também o senso de caminhar com os outros, na tarefa de escutar profundamente e estabelecer conversas espirituais sobre a nossa vida juntos como Igreja”, disse Bridget Deegan-Krause, capelã certificada pelo Discerning Deacons e consultora em missão e formação para o sistema de saúde católico. Deegan-Krause ajudou a liderar e a acompanhar o grupo dos animadores durante a fase de escuta com meditações guiadas, orações semanais e dois retiros via Zoom.

 

“Tornar-se um animador sinodal com o Discerning Deacons foi transformador para mim”, disse Kathy Mattone, capelã certificada pelo Discerning Deacons e diretora espiritual, convidada por Dom John Stowe, bispo de Lexington, Kentucky, para atuar como coordenadora diocesana do Sínodo. “Isso me capacitou, por meio da educação, da oração e do discernimento, para abordar a minha liderança diocesana com mais interesse, ideias e paixão”, disse ela. “Conseguimos expandir a visão do processo sinodal na Diocese de Lexington para incluir mais vozes das margens, particularmente as mulheres, os jovens, a comunidade LGBTQ e os católicos que abandonaram a Igreja.”

 

“Quisemos ajudar as pessoas a escutarem a boa notícia de que cada uma delas estava sendo convidada a participar deste processo sinodal global e a convidar outras pessoas também”, acrescentou Casey Stanton, cofundadora do Discerning Deacons. “O processo de falar com franqueza em uma conversa reflexiva e centrada no Espírito criou um espaço renovado para o encontro, o discernimento comunitário e uma profunda experiência de comunhão. O processo já foi transformador, lançando sementes de esperança e novas teias de relações ao longo do caminho.”

 

Além de levantar temas comuns entre os 9.000 encontros que o Discerning Deacons ajudou a facilitar, o relatório também destaca pontos para o discernimento futuro, enraizados nas esperanças e nos sonhos que foram ouvidos, enquanto que o processo sinodal avança: um compromisso contínuo com a sinodalidade como forma de ser Igreja em todos os níveis, a promoção de pontos nodais de sinodalidade nas e através das instituições de Ensino Superior católico, a colaboração com os organizadores comunitários católicos para transformar visões em estratégias, e a renovação da compreensão das dimensões sinodais dos ministérios, particularmente do diaconato.

 

“Em nossas escutas, ouvimos que há muito potencial para renovação, a cura e um estilo de vida sinodal para o ser Igreja”, disse Ellie Hidalgo, cofundadora do Discerning Deacons. “A parte empolgante é que estamos apenas no início. Ainda há muito mais coisas que podem se desdobrar no Sínodo universal, enquanto alimentamos essas sementes para uma Igreja da escuta e enquanto continuamos ouvindo o Espírito Santo trabalhando dentro e no meio de nós.”

 

O Discerning Deacons está ansioso para compartilhar os aprendizados do seu processo, que ajudou a formar lideranças sinodais que poderão contribuir de modo crucial com a próxima fase do Sínodo em nível local.

 

“Sinceramente, todo o processo do Sínodo foi uma metamorfose para mim”, refletiu Mattone, que foi escolhida para atuar na Equipe de Síntese do Sínodo da Região V da Conferência dos Bispos dos Estados Unidos. “Eu fui transformada e encorajada a usar os dons que me foram dados para ouvir mais profundamente, rezar com entrega e falar a minha verdade com amor. Sou profundamente grata ao Discerning Deacons por serem meus fiéis companheiros nesse caminho.”

 

O Discerning Deacons continua trilhando o caminho sinodal com um número crescente de parceiros individuais e institucionais que estão comprometidos com uma Igreja sinodal e com uma liderança feminina dentro dela. Eles marcarão a transição para a fase intercontinental do processo sinodal com uma peregrinação para a Cidade do México, que reunirá 50 pessoas dos Estados Unidos, da América do Sul e da Região Amazônica para um momento de encontro, escuta e discernimento sobre como agir com maior solidariedade.

 

Durante essa peregrinação, eles lançarão o Ano de Santa Febe com uma celebração trienal da sua festa no dia 3 de setembro. O ano que vem envolverá um engajamento sustentado em torno da urgência de renovar o diaconato e restaurar as mulheres dentro dele. Eles planejam continuar formando o seu grupo de animadores sobre os fundamentos da organização comunitária baseada na fé e para ajudar a facilitar assembleias regionais.

 

“Estamos prontas para continuar no trabalho de servir e animar o Sínodo”, disse Stanton. “Estamos prontas para continuar aprendendo com aquelas pessoas de todo o país e de todo o mundo a desenvolver colaborações e parcerias mais profundas para promover a sinodalidade aqui nos Estados Unidos.”

 

Hidalgo concordou. “Reconhecemos que este é apenas o começo, que ainda há muito mais para ouvir, e confiamos na transformação que se desdobra em um encontro genuíno. Não sabemos aonde tudo isso nos levará, mas queremos estar a serviço de uma Igreja que pratica a sinodalidade. Uma Igreja que caminha junto nas lutas por dignidade e paz.”

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“Diáconas para uma Igreja sinodal.” Síntese para o Sínodo sobre a Sinodalidade - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV