A tempestade de agosto. O muro está caindo e ninguém sabe o que está atrás dele

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • “A reação de pastores é uma rebelião política em nome da fé”. Entrevista especial com José de Souza Martins

    LER MAIS
  • O que precisamos aprender com André Janones

    LER MAIS
  • “A saúde do solo, das plantas e a nossa estão interligadas”. Entrevista com Vandana Shiva

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


07 Agosto 2015

"O transatlântico está à deriva", constata Giuseppe Cocco, sociólogo, em texto publicado no seu Facebook, 06-08-2015.

Segundo ele, "alguém até grita: "Torni a bordo..."... ma não funciona".

Eis o texto.

A TEMPESTADE DE AGOSTO

O MURO ESTA CAINDO e ninguém sabe o que está atrás dele.

Toda a imprensa hoje é atravessada por essa sensação de "fin de régime", do "si salvi chi può".
Inclusive a IMPRENSA ECONOMICA que em geral mão faz demagogia e olha direto pras variações nas bolsas e nos bolsos: hoje é um boletim do front depois da derrota.

Alguém até grita: "Torni a bordo..."... ma não funciona.

O TRANSATLANTICO ESTA A DERIVA.

O AJUSTE virou rapidamente uma recessão perversa acompanhada de inflação das tarifas de serviços públicos caríssimos e de péssima qualidade.

A operação LAVA-JATO apenas está começando e se anuncia msm como uma "mãos limpas". Multiplicam-se as delações premiadas. É TODO o sistema, o MURO que - pelo visto - está desmoronando.

CONSTERNAÇÃO diante das reputações destruídas que - mesmo sem compartilhar o projeto e a política - muita gente defendeu (eu por exemplo).

DESERTO POLíTICO ocupado por uma justa indignação que - depois de dois anos de irresponsável campanha governista sobre a " onda conservadora", ruma para a direita mesmo.

A ÚLTIMA CARTADA: Mercadante e Temer chamam para A UNIDADE NACIONAL, poucos meses depois da campanha eleitoral onde a violência do marketing foi proporcional à mentira.

Os MOVIMENTOS SOCIAIS ORGANIZADOS chamam para uma contra-manifestação. Dessa vez colocaram para depois, no dia 20. Querem protestar contra a direita (que está no governo) se apoiando em toda a base do governo.

O pano de fundo, um milhão de "colunas" de política e economia.

O GRANDE AUSENTE : A MULTIDÃO de JUNHO DE 2013.

MAS SOMENTE JUNHO PODE RESOLVER A EQUAÇÃO.

Mas junho foi desconstruído pelos que agora correm o risco de serem varridos ... e com eles toda a esquerda.

Junho era o que faltava na Argentina e na Venezuela: um movimento de crítica radical das ilusões e corruções neo-desenvolvimentistas que não escutava as sereias das corruções neoliberais.

Junho virou um ENIGMA, e ninguém fala mais dele.
Mas tudo veio de junho..
Junho é a flor do deserto... agora está em baixo da areia... não enxerga o sol ... mas só ela pode nos anunciar uma nova terra... até porque junho não vai voltar.....

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A tempestade de agosto. O muro está caindo e ninguém sabe o que está atrás dele - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV