Papa Francisco impressionado com a fé da mãe de James Foley

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Garimpo está destruindo vidas e terras indígenas com apoio do governo. Entrevista com Luísa Molina

    LER MAIS
  • Vaticano ordena reforma de comunidade religiosa após escândalos de abusos

    LER MAIS
  • Charles de Foucauld me ajudou a encontrar um caminho de vida cristã mais simples, menos pelagiana, mais próxima do Senhor, testemunha o Papa Francisco

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Agosto 2014

O Papa Francisco telefonou na noite de ontem, 21-08-2014, para a família de James Foley, o jornalsita americana barbaramente assassinado no Iraque pelos jihuadistas do Estado Islâmico.

A informação é publicada pela Radio Vaticano, 22-08-2014. A tradução é da IHU On-Line.

O vice-diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, padre Ciro Benedettini, narrou o telefonema:

"O telefonema aconteceu na noite de ontem, depois das 20h, depois da janta do Santo Padre. Obviamente ele foi feito em inglês com intercalações em língua espanhola.

O Santo Padre quis demonstrar a sua proximidade com esta família provada pela dor. Particularmente, falou no começo com a mãe, que é católica, e que demonstrou uma grande fé, o que impressionou o Santo Padre.

Depois falou com o pai e, consecutivamente, com um membro da família de língua espanhola e, assim, o Santo Padre pode falar em espanhol.

Obviamente, que o desejo de todos, do Santo Padre e da família, é que estes trágicos fatos não se repitam".

Segundo informa o padre jesuíta americano James Martin, os pais de Foley, que moram em Richmond, em New Hampshire, ficaram 'comovidos e agradecidos' pela proximidade do Papa.

James Foley, 40 anos, católico, estudou na Marquette University dos jesuítas do Estado americano de Wisconsin: ele permaneceu sempre em contato com eles, informando-lhes dos seus deslocamentos nas zonas de guerra, das missões humanitárias em que participava, mas, sobretudo, pedia de ser acompanhado na oração. Precisamente o Rosário - como confidenciou numa carta - o tinha salvado nos meses de cativeiro na Líbia, depois na Síria onde foi sequestrado em 2012.

A mãe de Foley afirmou que estava orgulhosa do filho e da coragem que demonstrou sacrificando sua vida para mostrar ao mundo o sofrimento daqueles povos e apelou, eloquentemente, aos sequestradores para que poupem a vida dos outros sequestrados.

A universidade dos jesuítas está organizando para o próximo dia 26 de agosto uma cerimônia em sua memória.

O diretor da Sala de Imprensa do Vaticano, padre Lombardi, sublinhou o evidente significado do conforto espiritual para a família.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco impressionado com a fé da mãe de James Foley - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV