Jovens projetam futuro fora do Brasil, indica pesquisa da PUCRS

Mais Lidos

  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Os equilíbrios de Lula no Brasil pós-Bolsonaro. Artigo de Bernardo Gutiérrez

    LER MAIS
  • Para onde estamos indo? Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

04 Outubro 2016

Onde você se vê daqui a 10 anos? Cerca de 37% dos jovens entrevistados pela pesquisa “O jovem brasileiro e o futuro do país”, realizada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), responderam que se enxergam longe do Brasil, vivendo no Exterior. O conturbado cenário político e econômico seria o principal fator que levaria essa amostragem de brasileiros entre 18 e 34 anos a buscarem uma vida lá fora. Na Região Sul, a porcentagem foi levemente maior, de 40%.

A reportagem é de Paula Minozzo, publicada por Zero Hora, 02-10-2016.

Para a pesquisa, foram entrevistadas 1,7 mil pessoas de todas as classes (70% pertencente a B e C) e regiões. O país mais citado pelos jovens foi o Canadá (48,4%), como uma referência para quem quer sair do Brasil. Segundo os pesquisadores, a facilidade de imigração ajudaria nessa escolha. Foram citados também Estados Unidos (39,42%), países do Reino Unido (26,76%) e Alemanha (23,56%) como destinos favoráveis.

Crise também afetou hábitos de consumo

O estudo da PUCRS faz parte de um projeto concebido em 2012 para entender melhor o comportamento dos jovens e foi realizado pelo Núcleo de Tendências e Pesquisa do Espaço Experiência, laboratório da Faculdade de Comunicação (Famecos) da PUCRS. A equipe, coordenada pelo professor Ilton Teitelbaum, dedicou-se nesta edição, de 2016, a entender o futuro do país que será liderado por essa geração. No ano passado, o conceito de família foi o foco da pesquisa.

– Já notávamos indícios de que a crise política e econômica havia balançado esse jovem, agora ele foi chacoalhado de vez. Vemos um certo nível de desistência no país de quem nunca havia vivenciado uma crise. O pleno emprego acabava dando uma sensação de onipotência para esse jovem, que achava que podia tudo, como trocar de emprego mais vezes. Agora, eles veem que não é tão fácil – diz Teitelbaum.

Em relação ao futuro profissional, 56,18% se veem trabalhando na iniciativa privada, e o restante, em empregos públicos. Dos entrevistados, 48,18% querem ser empreendedores, o que seria um reflexo da vontade do jovem dessa geração de buscar uma ocupação que tenha a ver com seus valores.

Outros dados levantados pela pesquisa também mostram que a crise afetou os hábitos de consumo dos jovens, que antes gastavam dinheiro com supérfluos e agora planejam uma lista de desejos. Outras trocas citadas para economizar no dia a dia foram a balada pela Netflix e produtos de marca por genéricos.

Leia mais...

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Jovens projetam futuro fora do Brasil, indica pesquisa da PUCRS - Instituto Humanitas Unisinos - IHU