Georg Gänswein tentou, em vão, frear a renúncia de Bento XVI, revela documentário

Mais Lidos

  • No meio do caminho estava o CIMI: 50 anos do documento-denúncia “Y-Juca-Pirama” e a atuação do Pe. Antônio Iasi Jr, SJ

    LER MAIS
  • Frente à carnificina, testemunhar. O quê? Uma resposta do cristianismo de libertação. Artigo de Jung Mo Sung

    LER MAIS
  • Católicos versus Evangélicos no Brasil: “guerra de posição” x “guerra de movimento”. Artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

09 Abril 2021

 

O secretário pessoal de Bento XVI, Georg Ganswëin, revela que tentou dissuadir Ratzinger de sua decisão de renunciar ao pontificado, em um documentário de Goya Producciones que será lançado no próximo 16 de abril.

O filme, intitulado “Bento XVI, o Papa Emérito” é escrito e dirigido por Andrés Garrigó e será lançado no dia em que Bento XVI completa 94 anos.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 09-04-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

O documentário revela que houve, no entorno de Bento XVI, pessoas que tentaram dissuadi-lo de renunciar, entre eles, seu próprio secretário pessoal, a quem o papa respondeu que já havia rezado e não voltaria atrás, segundo a produtora.

 

 

“Anos de serviço à Igreja e tarefas desgastantes cujo peso pensa não conseguir suportar. Fez bem em se demitir? O documentário não julga, mas sim revela que houve em seu entorno pessoas que tentaram dissuadi-lo”, aponta a produtora, em comunicado, citando expressamente Gänswein, o grande protagonista do documentário.

Além de recolher testemunhos como o do cardeal alemão Gerhard Ludwig Müller, ou os espanhóis Julián Herranz ou Antonio María Rouco, o filme foca na época de Bento XVI a serviço de João Paulo II, como cardeal prefeito da Doutrina da Fé e mais tarde como Papa.

Também participam no documentário historiadores, vaticanistas, o diretor do l’Osservatore Romano, Andrea Monda, e alguns amigos de Bento XVI, como o teólogo canadense Tremblay, e a socióloga alemã Gabriele Kuby.

Bento XVI, o Papa Emérito” estará disponível a nível mundial, em espanhol e inglês, para alugar online a partir de 16 de abril, na plataforma Estrenos de Cine Digital, e a partir de junho, em DVD.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Georg Gänswein tentou, em vão, frear a renúncia de Bento XVI, revela documentário - Instituto Humanitas Unisinos - IHU