Alemanha: cardeal de Köln - "É cínico louvar uma política que aprecia as condições desumanas dos campos de refugiados na África"

Mais Lidos

  • “O mundo da educação foi sobrecarregado e perturbado pelo surgimento do ChatGPT”. Discurso do cardeal José Tolentino de Mendonça

    LER MAIS
  • O “Filioque” e a história. Artigo de Flávio Lazzarin

    LER MAIS
  • Genocídio Yanomami em debate no IHU. Quanta vontade política existe para pôr fim à agonia do povo Yanomami? Artigo de Gabriel Vilardi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

12 Setembro 2017

O arcebispo de Colônia, Cardeal Rainer Maria Woelki, voltou a criticar duramente a política europeia em relação aos refugiados, ressaltando que é um preço muito alto que é imposto aos imigrantes forçá-los a viver em condições desumanas nos campos de refugiados no norte da África para que seja reduzido o número daqueles que chegam à Europa.

A informação foi publicada por Servizio Informazione Religiosa - SIR, 09-09-2017. A tradução é de Luisa Rabolini

"Louvar um política que reduz o número de migrantes pagando o preço das condições desumanas em que essas pessoas são mantidas nos campos de refugiados na costa africana, só pode ser definido como algo cínico", disse Woelki durante um encontro com a mídia, em Colônia.

Ao mesmo tempo, o arcebispo criticou o pacto da União Europeia com a Turquia para o contingenciamento de refugiados, chamando-o de "uma vergonha para a Europa".

É neste sentido que, considerando a guerra e o terror, "é preciso agir para garantir uma nova forma de oferecer uma nova casa"; nas palavras do cardinal Woelki é essencial que sejam realizadas intervenções para melhorar as condições humanas dos migrantes, e isso também levando em conta que existem princípios e normas obrigatórios a serem respeitados. Diante de quem alardeia os perigos "da islamização do Ocidente", o cardeal responde relançando o "núcleo da tradição e da cultura cristã: os valores da liberdade, da dignidade da pessoa e a liberdade de religião".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Alemanha: cardeal de Köln - "É cínico louvar uma política que aprecia as condições desumanas dos campos de refugiados na África" - Instituto Humanitas Unisinos - IHU