Chegou a hora dos padres casados?

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Reformas essenciais necessárias em nossa Igreja hoje. Documento da Catholic Church Reform International

    LER MAIS
  • Os dois santos que me salvaram da escrupulosidade

    LER MAIS
  • A grande guerra contemporânea e a diplomacia vaticana. Entrevista com Pietro Parolin, secretário de Estado da Santa Sé

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


23 Fevereiro 2015

Padres casados: o problema dos sacerdotes católicos que, para se casarem, devem renunciar a celebrar, enquanto os padres católicos de rito oriental, que podem se casar, celebram normalmente, está sob a atenção do papa: "Está presente na minha agenda", respondeu ele, de surpresa, na manhã dessa quinta-feira, durante um encontro com os sacerdotes romanos.

A reportagem é de Virginia Della Sala, publicada no jornal Il Fatto Quotidiano, 20-02-2015. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O pontífice contou que, no dia 10 de fevereiro passado, durante a missa da manhã celebrada em Santa Marta, havia sete padres que festejavam os 50 anos de sacerdócio. Uma notícia normal, exceto que, entre ele, explicou o papa, também havia cinco padres casados.

Nessa quinta-feira, a pergunta sobre os sacerdotes conjugados lhe foi dirigida pelo padre Giovanni Cereti, teólogo e reitor da Igreja de São João Batista dos Genoveses, em Roma. O padre Cereti lembrou o caso das Igrejas orientais, que preveem a ordenação de homens casados, e os milhares de padres casados de rito latino que, ao contrário, não podem celebrar.

"O papa acolheu a minha proposta favoravelmente – explicou – e com muita benevolência. Ele disse que conhece bem esse problema e que o tem bem presente."

O teólogo se dirigiu ao Papa Francisco abordando diretamente a questão: "Eu introduzi o meu discurso dizendo que estávamos participando de um belíssimo encontro, uma verdadeira festa, mas que excluía aqueles tantos coirmãos que, ao longo dos anos, embora continuando a ser grandes homens fé, escolheram um caminho diferente, o do matrimônio. Um tema que se torna ainda mais urgente, dada a falta de clero no mundo ocidental."

E o fato de que o problema dos padres casados está sob a atenção de Bergoglio foi depois confirmado por Dom Gianfranco Girotti, ex-regente da Penitenciaria Apostólica: "A questão está sendo discutida animadamente em várias partes, e eu acredito que será abordada em breve".

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Chegou a hora dos padres casados? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV