26 de abril de 1998

Mais Lidos

  • “Com Francisco cumpre-se a profecia de Arrupe”. Entrevista com Pedro Miguel Lamet

    LER MAIS
  • Somos todos aspirantes a cristãos. Entrevista com Paolo Ricca

    LER MAIS
  • Wim Wenders, Dias Perfeitos – 2023. Artigo de Faustino Teixeira

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

26 Abril 2017

No dia 26 de abril de 1998 foi assassinado em Guatemala Monsenhor Juan Gerardi.

Gerardi, bispo auxiliar da Guatemala e férreo defensor dos direitos humanos, principalmente dos indígenas, foi assassinado a socos na noite do dia 26 de abril de 1998, na porta da casa paroquial de San Sebastián, localizada a 300 metros da Casa Presidencial.

O assassinato foi perpetrado dois dias depois de apresentar o relatório do projeto Guatemala Nunca Mais.

"Guatemala, Nunca Más" é um estudo independente realizado pela Igreja Católica guatemalteca e dirigido por Gerardi sobre as violações dos direitos humanos ocorridas no país durante a guerra interna, que foi apresentado pelo bispo três dias antes do seu assassinato.

Para ler mais:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

26 de abril de 1998 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU