Micro inflação afeta mais as famílias pobres, aponta Renato Meirelles

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Mudanças climáticas: uma oportunidade para a teologia se libertar do passado. Artigo de Bruno Latour

    LER MAIS
  • O extermínio na hora do almoço. Artigo de Corrado Augias

    LER MAIS
  • É proibido esquecer Auschwitz e o maior roubo da história

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Setembro 2021


A inflação compilada das famílias mais pobres cresceu, segundo cálculos do Ipea divulgados ontem, pouco mais de 10% no acumulado de 12 meses – contas feitas até agosto. A inflação das famílias de renda alta, no mesmo período, chegou em … 8,04%.  

A informação é de Sonia Racy, jornalista, publicada por Estado de S. Paulo, 15-09-2021.

Indagado a respeito, Renato Meirelles, do Instituto Locomotiva, observa: economistas entendem muito de matemática, números e pouco sobre o comportamento humano. “Para a Dona Maria de classe baixa ou para Dona Maria de classe alta, o preço do arroz e do feijão subiu a mesma coisa no supermercado. E esses preços, certamente, aumentaram muito mais que 10%”.

É, segundo o especialista em pesquisas, a micro inflação atacando.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Micro inflação afeta mais as famílias pobres, aponta Renato Meirelles - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV