EUA. A freira que “canoniza Trump”: “É o presidente mais pró-vida que teve esta nação”

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Essa ideia do fim da história é uma invenção dos conservadores”. Entrevista com Thomas Piketty

    LER MAIS
  • “Estamos em uma crise civilizatória que começou antes da pandemia”. Entrevista com Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • O bispo de Tonga: “A Oceania está em risco. É hora de nos ouvirem”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


28 Agosto 2020

Irmã Deirdre Byrne, militar, cirurgiã e missionária, interviu na Convenção Republicana, com um cerrada defesa do atual presidente dos EUA e já candidato à presidência nas eleições de 03 de novembro: “Donald Trump é o presidente mais pró-vida que teve esta nação, defendendo a vida em todas as etapas”, assegurou a religiosa, conhecida por sua posição anti-aborto.

A reportagem é de Jesús Bastante, publicada por Religión Digital, 27-08-2020. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

“Sua crença na santidade da vida transcende a política. Por sua valentia, o presidente Donald Trump tem o apoio da comunidade anti-aborto”, enfatizou a religiosa das Irmãs dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, quem em sua intervenção atacou com dureza a chapa democrata Biden-Harris.

“O presidente Trump enfrentará Biden/Harris, que são os candidatos mais anônimos da história, inclusive apoiando os horrores do aborto tardio e o infanticídio”, apontou a religiosa, advertindo que a candidatura democrata seria uma ameaça à “santidade da vida” e que tem o Rosário como arma para lutar pela vida.

“Ainda que não seja algo politicamente correto, devemos lutar contra a agenda que celebra e apoia destruir a vida no útero. Como médica posso dizer que a vida começa na concepção”, destacou Byrne, que acrescentou que “o maior grupo marginal do mundo o encontramos nos Estados Unidos. Eles são os não nascidos”, mais que os refugiados.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

EUA. A freira que “canoniza Trump”: “É o presidente mais pró-vida que teve esta nação” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV