Sínodo da Amazônia – Está concluído o trabalho dos círculos menores

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Reformas essenciais necessárias em nossa Igreja hoje. Documento da Catholic Church Reform International

    LER MAIS
  • Os dois santos que me salvaram da escrupulosidade

    LER MAIS
  • A grande guerra contemporânea e a diplomacia vaticana. Entrevista com Pietro Parolin, secretário de Estado da Santa Sé

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


23 Outubro 2019

O trabalho dos Círculos menores no Sínodo Especial sobre a Amazônia termina na noite de terça-feira, 22 de outubro, com a apresentação dos modos coletivos, as emendas ao projeto do documento final mostrado na manhã de segunda-feira no plenário pelo relator geral, o cardeal brasileiro Cláudio Hummes.

A informação foi publicada por L'Osservatore Romano, 22-10-2019. A tradução é de Luisa Rabolini

A partir de quarta-feira 23, o próprio orador geral e os secretários especiais, com a ajuda dos especialistas, os inserirão no texto, destinado depois à revisão e à aprovação da Comissão indicada para a redação do documento final. Este último será lido na assembleia durante a décima quinta congregação geral, programada para a tarde da sexta-feira 25. No dia seguinte, sempre à tarde, está agendada a última congregação, durante a qual o texto do documento será votado pelos padres sinodais, que na manhã de domingo concelebrarão na basílica do Vaticano a missa final presidida pelo Papa Francisco.

Enquanto isso, no tradicional briefing de fim de manhã na Sala de Imprensa da Santa Sé, na terça-feira 22 de outubro, participaram o cardeal capuchinho Fridolin Ambongo Besungu, arcebispo de Kinshasa na República Democrática do Congo; o bispo Karel Martinus Choennie, de Paramaribo, no Suriname; o arcebispo franciscano Héctor Miguel Cabrejos Vidarte, presidente da Conferência Episcopal do Peru e presidente do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam); e a brasileira Judite da Rocha, coordenadora nacional do Movimento de vítimas das barragens.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Sínodo da Amazônia – Está concluído o trabalho dos círculos menores - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV