Sudão pode ser primeiro país a se tornar inabitável devido a mudanças climáticas

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Celibato dos padres no centro do Sínodo. O caso dos abusos impulsiona as reformas

    LER MAIS
  • Marcial Maciel, o fantasma que vagueia pela Igreja. Agora é preciso ir além da condenação de dezesseis anos atrás. A ferida se reabre e sangra periodicamente

    LER MAIS
  • Ratzinger, além de Munique, há uma página negra em seu pontificado. Artigo de Marco Politi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Dezembro 2016

As mudanças climáticas estão se tornando uma ameaça cada vez mais grave para a humanidade, podendo causar a devastação de regiões inteiras por escassez de água e alimentos. 

A informação foi publicada por Agência Brasil e republicada por EcoDebate, 12-12-2016.

Os cientistas continuam alertando sobre as consequências das mudanças. Uma prova disso é a possibilidade de um país africano se tornar inabitável e desértico em apenas 100 anos. Segundo o jornal canadense The Huffington Post, o país em questão seria o Sudão, habitado por mais de 40 milhões de pessoas. Segundo os especialistas, a região já iniciou o processo de desertificação e vem enfrentando tempestades intensas de poeira.

Os cientistas preveem que a temperatura da região aumente em 3 graus Celsius até 2060. “O Norte da África já é quente e sua temperatura continua subindo agressivamente. Em algum momento, neste século, uma parte da região se tornará inabitável”, disse o climatólogo Jos Lelieveld, em entrevista à CNN.

Além disso, o “haboob”, poderosa tempestade de areia, está se tornando um fenômeno cada vez mais comum em regiões do Sudão. De acordo com relatório do Escritório para a Coordenação de Assuntos Humanitários da Organização das Nações Unidas, cerca de 4,6 milhões de pessoas no Sudão enfrentam a insuficiência de alimentos. Além disso, em futuro próximo, uma possível escassez de água poderá atingir 3,2 milhões da população do país.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Sudão pode ser primeiro país a se tornar inabitável devido a mudanças climáticas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV