Papa Francisco pede aos futuros padres para «não» terem «medo de sujar as mãos»

Mais Lidos

  • Especialização em Protagonismo Feminino na Igreja: experiência de sororidade e crescimento humano integral

    LER MAIS
  • No meio do caminho estava o CIMI: 50 anos do documento-denúncia “Y-Juca-Pirama” e a atuação do Pe. Antônio Iasi Jr, SJ

    LER MAIS
  • Frente à carnificina, testemunhar. O quê? Uma resposta do cristianismo de libertação. Artigo de Jung Mo Sung

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

12 Dezembro 2016

O Papa Francisco pediu esta manhã, na Sala Clementina, no Vaticano, aos membros da Comunidade do Pontifício Seminário Regional da Puglia (Itália) «Pio XI» para “não” terem “medo de sujar as mãos”.

A informação é publicada por Agência Ecclesia, 11-12-2016.

Aos seminaristas e bispos daquela região do sul da Itália, Francisco descreveu o ministério de um presbítero através de uma tríplice pertença: “ao Senhor, à Igreja, ao Reino”.

“Tal pertença, naturalmente, não se improvisa e nem nasce depois da ordenação sacerdotal, mas é cultivada e mantida com atenção e responsabilidade nos anos de Seminário”, refere a Rádio Vaticano.

Só quando se pertence a Cristo, à Igreja e ao Reino se pode “crescer no âmbito do Seminário, superando os obstáculos como a perigosa tentação do narcisismo”.

Esta pertença significa também “entrar em relação com os outros, ser homens de relação com Cristo, com os irmãos e com as pessoas em geral”, disse o Papa.

“O lugar onde cresce a relação com Cristo é a oração e o fruto mais maduro da oração é sempre a caridade”, salientou.

Para o Papa argentino, pertencer a Cristo “significa ir ao encontro dos excluídos e marginalizados, experimentar a beleza da fraternidade, ser canais do seu amor, com humildade e inteligência”.

Quando se despediu dos numerosos seminaristas, dos diretores, responsáveis e bispos da região da Puglia, Francisco recordou que “não é importante a quantidade das vocações sacerdotais, mas a sua qualidade e formação”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco pede aos futuros padres para «não» terem «medo de sujar as mãos» - Instituto Humanitas Unisinos - IHU