O ovo da serpente está chocando e os ânimos bastante acirrados

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • A geração Z é a geração ‘do Fim do Mundo’. Entrevista com Carlos Tutivén Román

    LER MAIS
  • Celibato dos padres no centro do Sínodo. O caso dos abusos impulsiona as reformas

    LER MAIS
  • “A Renda Básica não é em si uma proposta antitrabalho”. Entrevista com Alberto Tena

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


11 Novembro 2016

"Agora mais do que nunca, é preciso mergulhar nos valores da cultura popular dos renegados do "novo mundo", nas matrizes africanas, latino-americanas, indo-americanas, de quem vive do trabalho e dos ícones do passado". 

O comentário é de Bruno Lima Rocha, professor de ciência política e de relações internacionais

Eis o artigo.

A coisa está feia mesmo. O neoliberalismo e a democracia liberal são formas de maximizar a elite financeira e debilitar o direito político da maioria. Agora o ovo da serpente está chocando.

Hillary Rodham Clinton e Donald Trump fazem parte dos 1% mais ricos da sociedade mais opulenta do planeta. O primeiro como homem de negócios inescrupuloso. A segunda como uma arrivista através da política profissional e relações familiares. Nada disso empolga o eleitorado “progressista”. Viram porque Trump foi eleito? Viram porque negros e latinos não se motivaram para votar? Deu para constatar que não adianta chamar o adversário de grotesco e aparecer antes confraternizando com o inimigo?!

Outro fato contundente é que o fascismo nunca é "engraçado" e não podemos ter nenhuma tolerância com os intolerantes. Toda pregação racista, homofóbica, xenófoba ou misógina deve ser severamente combatida. O inverso também é verdadeiro. Agora mais do que nunca, é preciso mergulhar nos valores da cultura popular dos renegados do "novo mundo", nas matrizes africanas, latino-americanas, indo-americanas, de quem vive do trabalho e dos ícones do passado. Lendo as notícias e acompanhando a cobertura bastante assustada – justificadamente assustada – da CNN eu só imagino como está o ambiente no Bronx (NYC) agora. Um bairro lindo, lindo, cheio de porto-riquenhos, dominicanos, hondurenhos, mexicanos, equatorianos, colombianos e nicaraguenses.

Também imagino como estão os ânimos na fronteira do sudoeste (Texas, Arizona e Novo México) e também a fronteira da Califórnia, na antiga Aztlán (o território que os imperialistas roubaram dos hermanos mexicanos em 1848).

Em termos mundiais, um EUA unilateral e agressivo, ainda mais, e querendo estabelecer duas zonas autárquicas para si. Uma delas é o eixo anglo-saxão (EUA, Canadá, Grã Bretanha, Irlanda, Austrália e Nova Zelândia); outra zona “exclusiva ou de condomínio dominante” é a América Latina . É necessário estar atento e fortalecido.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O ovo da serpente está chocando e os ânimos bastante acirrados - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV