Hong Kong: O Arcebispo Chow falou com o Card. Zen, “está bem e pede para não se preocupar”

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Arquidiocese italiana permite que católico transgênero seja crismado sob novo nome

    LER MAIS
  • O novo humanismo do Papa Francisco: ser pessoas normais, concretas, simples, com o pé no chão

    LER MAIS
  • A força transformadora da escuta hospitaleira e convivial

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Mai 2022

 

O arcebispo de Hong Kong Stephen Chow Sau Yan falou com card. Joseph Zen, preso ontem junto com outras 4 pessoas e imediatamente liberado sob fiança. O próprio arcebispo escreve isso em um post no Facebook, de acordo com o que informou hoje em seu site o semanário católico de Hong Kong, Sunday Examiner. “Falei com card. Zen”, escreve D. Chow. “Ele me disse para informar seus amigos que ele está bem. Para não se preocupar. E ele quer que adotemos uma abordagem discreta para ele".

 

A informação é publicada por Agência SIR, 12-05-2022. A tradução é de Luisa Rabolini.

 

Desde que a notícia de sua prisão foi divulgada em 11 de maio - escreve o Examiner -, os católicos de Hong Kong pediram orações pelo cardeal e pelos outros, enquanto os internautas invadiram as plataformas das mídias sociais expressando sua solidariedade". O cardeal Zen foi preso junto com a ex-deputada da oposição, Margaret Ng Ngoi-yee, e a cantora-ativista, Denise Ho Wan-sze, por suspeita de conluio com forças estrangeiras sobre o Fundo de Apoio Humanitário 612, que ajudou os manifestantes durante as manifestações pró-democracia. Uma quarta pessoa, o ex-professor adjunto Hui Po Keung, foi preso pela polícia de segurança nacional na terça-feira, 10 de maio, quando estava prestes a embarcar em um voo para a Alemanha. Outra já estava presa, mas por outras acusações.

 

Esta manhã, a diocese liderada pelo arcebispo jesuíta Chow, publicou uma nota comentando a prisão do cardeal. “A diocese católica de Hong Kong – lê-se no comunicado – está extremamente preocupada com o estado e a segurança do Cardeal Joseph Zen e a ele endereçamos nossas orações especiais. Sempre apoiamos o Estado de Direito. Estamos confiantes de que no futuro continuaremos a desfrutar de liberdade religiosa em Hong Kong sob a Lei Básica. Exortamos a polícia de Hong Kong e as autoridades judiciárias a lidar com o caso do Card. Zen segundo a justiça, levando em conta nossa situação humana concreta. Como cristãos, estamos firmemente convencidos de que 'O Senhor é o meu pastor: nada me faltará’ (Sl 23, 1)”.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Hong Kong: O Arcebispo Chow falou com o Card. Zen, “está bem e pede para não se preocupar” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV