Fascismo: ontem e hoje?

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • O Deus dos desgraçados. Artigo de Tarso Genro

    LER MAIS
  • Itália. Hospitais sem médicos: o governador da Calábria contrata 500 especialistas cubanos

    LER MAIS
  • E se um pesadelo acontecesse na Igreja? O papa em coma

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


29 Outubro 2021

 

O seminário “Fascismo: ontem e hoje?”, como o título indica, pretende perguntar até que ponto a categoria de “fascismo” ajuda a entender o momento atual.

A informação foi divulgada por USP, 29-10-2021.

Para explorar a questão, organizou-se quatro mesas que tratam de diferentes dimensões do problema – o significado histórico e teórico do fascismo; as atuais redes da extrema-direita e o uso da internet por parte da extrema-direita; como caracterizar esta extrema-direita e, em particular, o bolsonarismo – que mobilizam tanto pesquisadores brasileiros como estrangeiros. A motivação principal aí é promover um diálogo que chame a atenção para aquilo que é particular e geral na recente ascensão da extrema-direita no Brasil.

Participarão do seminário professores ativos em universidades estrangeiras: Dylan Riley, Manuela Caiani e Nadia Urbinati. Riley é professor de sociologia da Universidade Califórnia / Berkeley, membro do Conselho Editorial da New Left Review e autor de importantes trabalhos sobre o fascismo e de artigos recentes em que questiona a capacidade da categoria explicar fenômenos atuais. Caiani é professora de ciência política na Escola Normal Superior / Pisa, tendo publicado diversos livros e artigos sobre a extrema-direita, populismo e, em especial, o uso da internet pela extrema-direita na Europa e nos Estados Unidos. Nadia Urbinati é professora de teoria política na Universidade de Columbia / Nova Iorque, tendo publicado extensivamente sobre temas de teoria política moderna e contemporânea, seu mais recente livro tratando do populismo. Nele entende que o fascismo faz parte da mesma família política do populismo.

O evento é uma iniciativa de diferentes centros de pesquisa, como o Centro de Estudos da Cultura Contemporânea (CEDEC), Centro de Estudos dos Direitos da Cidadania (CENEDIC) – USP, Centro de Estudos Marxistas (CEMARX) – UNICAMP e Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos (INCTINEU) e conta com o apoio para a tradução simultânea do Programa de Ciência Política da USP e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

 

Cartaz de divulgação do seminário “Fascismo: ontem e hoje?” (Foto: enviada por Bernardo Ricupero)

 

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fascismo: ontem e hoje? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV