Charles de Foucauld no testemunho de Dom Edson Damian, em encontro online

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Outubro 2021

 

Um encontro com Charles de Foucauld, a partir do testemunho e partilha de vida de Dom Edson Taschetto Damian, bispo da Diocese de São Gabriel da Cachoeira, Amazonas, é o que almeja o momento de reflexão [online] que ocorrerá neste sábado, 02 de outubro, às 10h, transmitido simultaneamente pela página do Facebook e canal de Youtube do CEPAT e site do Instituto Humanitas UnisinosIHU.

Damian também é membro da Fraternidade Sacerdotal Jesus Cáritas, que segue a espiritualidade de Charles de Foucauld

"'A busca do último lugar', que de Foucauld testemunhou de forma existencial e geográfica, apresenta-se hoje como um antídoto à autorreferencialidade da Igreja que se expressa no clericalismo, no carreirismo, no autoritarismo e no mundanismo de seus ministros”, avaliou Dom Edson Taschetto Damian, em entrevista concedida ao IHU, em junho de 2020, intitulada Charles de Foucauld e a fascinante conversão pelo amor a Jesus e aos pobres.

 

Dom Edson Taschetto Damian (Foto: REPAM)

 

As palavras de Dom Edson ressoam profeticamente da realidade amazônica. Sua diocese em São Gabriel da Cachoeira, Amazonas, fica próxima da fronteira com a Colômbia e Venezuela. É uma das mais extensas, tem 293.000 km², e pobres do Brasil, com cerca de 95% da população pertencente a 23 etnias indígenas que habitam a região e que falam 18 línguas.

Inserido nessa realidade, o bispo de São Gabriel da Cachoeira avalia que “a Igreja deve construir a unidade na diversidade, e para isso nós devemos criar espaços de diálogo, para respeitar as pessoas que são diferentes, para que se manifestem na sua espiritualidade, nos seus valores culturais”, conforme depoimento presente na reportagem de Luis Miguel Modino, Dom Edson Damian: Nas comunidades da Amazônia, “o povo tem direito à Eucaristia, publicada no último dia 23 de setembro, no IHU.

Charles de Foucauld (1858-1916), o “irmão universal”, viveu uma espiritualidade encarnada no meio dos abandonados, respeitando a cultura e a fé daqueles que encontrou. Foi um grande amante da solidão prenhe de fraternidade, buscando um estilo de vida simples, pobre, no anonimato, mergulhando apaixonadamente na vida oculta de Jesus de Nazaré. Descobriu o sentido de tudo na dimensão teológica e mística de Nazaré.

De Foucauld, deixando-se conduzir-se pelo Espírito, foi precursor da Igreja que deseja ser um hospital de campanha. Oxalá todos nós, no pós-covid-19, saiamos mais contemplativos, mais fraternos, hospitaleiros e solidários, principalmente com os pobres, que estarão ainda mais empobrecidos e numerosos”, declarou Dom Edson Taschetto Damian, na entrevista já mencionada acima.

Certamente, será um momento de profundo crescimento espiritual ouvir um pastor compenetrado na realidade amazônica e solidário com o seu povo.

 

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Charles de Foucauld no testemunho de Dom Edson Damian, em encontro online - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV