Argélia: Dom Claverie e os seus 18 companheiros mártires, incluindo os sete monges de Tibhirine, serão beatificados no dia 8 de dezembro

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Para ser ouvida, a Igreja precisa mudar de método. Entrevista com Jean-Claude Hollerich, relator do próximo Sínodo

    LER MAIS
  • A Europa e a guerra da Ucrânia. Artigo de Boaventura de Sousa Santos

    LER MAIS
  • “O virtual não pode ser tudo, porque se for tudo, a vida não faz sentido”. Entrevista com Cédric Durand

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


16 Setembro 2018

Os 19 mártires da Argélia, incluindo Dom Pierre Claverie, serão beatificados no próximo sábado, 8 de dezembro, no Santuário de Notre-Dame de Santa Cruz de Oran.

A nota é publicada por Il Sismografo, 14-09-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

A informação foi dada pela Conferência Episcopal da Argélia, que atualiza um comunicado anterior do fim de junho, quando, por problemas de atraso na organização e outros fatores, considerou-se impossível manter a celebração no tempo anteriormente indicado, ou seja, até o próximo outono europeu.

* * *

Pierre Claverie, argelino de família francesa, sentiu na sua juventude o contraste entre a mentalidade colonialista em que tinha sido criado e a necessidade de olhar também para os muçulmanos como irmãos.

Entrou na Ordem Dominicana e foi ordenado sacerdote em 1965. Ao voltar para a Argélia após a guerra da independência, cuidou de uma série de iniciativas para aprofundar a cultura árabe, dispondo-se à escuta de todos.

Em 1981, foi ordenado bispo de Oran, onde continuou a sua obra de diálogo e de encontro, enquanto na Argélia homens e mulheres, católicos ou não, começavam a ser mortos.

Em 1º de agosto de 1996, enquanto retornava de uma celebração em sufrágio dos sete monges de Nossa Senhora do Atlas, em Tibhirine, ele morreu por causa de uma bomba colocada no pátio do bispado de Oran. Com ele, morreu Mohammed, seu motorista, muçulmano.

No dia 28 de janeiro de 2018, o Papa Francisco autorizou a promulgação do decreto em que Dom Claverie, os sete monges de Tibhirine e outros 10 religiosos mortos entre 1994 e 1996 foram oficialmente declarados mártires.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Argélia: Dom Claverie e os seus 18 companheiros mártires, incluindo os sete monges de Tibhirine, serão beatificados no dia 8 de dezembro - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV