Primaz anglicano: "A mensagem do papa vai muito além de Roma"

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Sturm und drang: quando um vigário geral abandona a Igreja

    LER MAIS
  • O trigo bloqueado ameaça o mundo

    LER MAIS
  • Novo livro alerta sobre a implosão da Igreja na França

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


08 Outubro 2016

"As suas cartas e encíclicas falaram muito além de Roma e da sua Igreja, de uma forma que é universal": o arcebispo de Canterbury, Justin Welby, primaz da Comunhão Anglicana, se dirigiu desse modo ao Papa Francisco, que o recebeu nessa quinta-feira no Vaticano, junto com os primazes das outras províncias anglicanas, depois da comemoração, na noite de quarta-feira, na igreja de San Gregorio al Celio, do 50º aniversário do diálogo entre as duas Igrejas. A convite de Francisco – que, no início da audiência privada, riu às gargalhadas com uma piada que lhe foi contada por Welby –, o encontro terminou com a oração comum do Pai Nosso.

A reportagem é de Iacopo Scaramuzzi, publicada no sítio Vatican Insider, 06-10-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

"Sua Santidade – disse Welby ao papa – eu gostaria de começar expressando gratidão pela sua orientação e pelo seu exemplo, e especialmente pelo seu efeito sobre a Comunhão Anglicana. O senhor recentemente nos lembrou das necessidades do ministério com os pobres. O senhor ofereceu um exemplo semelhante a Cristo através das suas viagens a lugares de sofrimento e dificuldades. O senhor se colocou ao lado dos povos migrantes. O senhor tomou iniciativas contra a escravidão moderna e o tráfico humano, e muito mais. O senhor deu força substancial ao encontro das nações sobre as mudanças climáticas em Paris. As suas cartas e encíclicas – ressaltou o primaz anglicano – falaram muito além de Roma e da sua Igreja, de uma forma que é universal."

No entanto, continuou o arcebispo de Canterbury, "se olharmos para o mundo ao nosso redor, continuamos vendo enormes perigos para a dignidade humana e grande sofrimento. A essa mistura de guerra, migração e mudanças climáticas, privação econômica, desigualdade e corrupção, vemos se somar o crescimento de grupos extremistas que defendem a violência motivada pela religião, que atingem a maior parte e, talvez, até mesmo todas as grandes fés do mundo. A internet permite que o seu veneno se espalhe no mundo com a velocidade de um raio, capturando o ingênuo e o desorientado, e levando-os para caminhos de destruição. Valores seculares ignoram os nascituros, especialmente aqueles com deficiência, e abandonam os idosos. A vida da família é marginalizada por causa da necessidade econômica".

Quem responde a esses perigos, "e a um milhão mais", "é o Corpo de Cristo, a Igreja, contra a qual, como foi prometido a São Pedro, as portas do inferno não prevalecerão". Contudo, "na nossa desunião, afligimos o Espírito de Deus e ferimos todos os aspectos das nossas vidas em Cristo. O nosso testemunho é prejudicado, porque não somos vistos como um, e, portanto, o mundo é menos capaz de ver que Jesus vem do Pai. A nossa comunhão é enfraquecida, porque não podemos compartilhar a Eucaristia. A nossa alegria em Cristo é ofuscada".

Nesse sentido, citando o testemunho de Jean Vanier na Eucaristia final dos primazes anglicanos e a da International Anglican Roman Catholic Commission for Unity and Mission (IARCCUM, um nome "menos do que bonito", por trás da qual se esconde um compromisso comum para servir ao mundo "com alegria e amor"), Welby concluiu desejando "que se possa combater juntos os nós da guerra e da injustiça. Sua Santidade – concluiu –, eu rezo para que, apesar das coisas que nos dividem, nós possamos estar publicamente determinados a seguir em frente, sempre que possível, junto com todos os outros cristãos, especialmente aqueles que sofrem, na mundo ortodoxo e no oriental. Jesus foi à nossa frente. Ele nos chama a sermos corajoso. Caminhemos juntos mais de perto, de modo que o mundo veja nova vida e energia, determinação, alegria e esperança no culto, na missão e no testemunho".

O Papa Francisco, de sua parte, agradeceu Welby e os outros 35 representantes das províncias da Comunhão Anglicana, e fez com que o seu discurso girasse em torno de três palavras: oração, testemunho, missão. "Não nos cansemos de pedir juntos e insistentemente ao Senhor o dom da unidade" (oração), disse o papa, que destacou como, nesses 50 anos, "cresceu a convicção de que o ecumenismo nunca é um empobrecimento, mas uma riqueza" (testemunho), e depois afirmou (missão): "Ajudemo-nos uns aos outros para colocar no centro as exigências do Evangelho e a nos consumirmos concretamente nesta missão".

E, concluiu Jorge Mario Bergoglio, "para pedir a graça de crescer na oração, de dar testemunho e de ir em missão, gostaria de lhes convidar a rezar juntos o Pai Nosso".

No início da audiência privada a Justin Welby, o Papa Francisco riu às gargalhadas com uma piada que lhe foi contada pelo primaz anglicano. Os jornalistas admitidos à biblioteca papal para a saudação inicial só puderam pegar o fim da piada: "You can negotiate with a terrorist", isto é, "Você pode negociar com um terrorista". Só existem hipóteses sobre a primeira parte da piada, que, no mundo anglo-saxão, assume diversas variações, todas concluídas com o ponto de interrogação: "Qual a diferença entre um terrorista e uma sogra?", "Qual a diferença entre um terrorista e uma esposa?", ou, difundida em âmbito eclesial: "Qual a diferença entre um terrorista e um liturgista?".

Leia mais:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Primaz anglicano: "A mensagem do papa vai muito além de Roma" - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV