Uma visita apostólica para supervisionar os seminários Redemptoris Mater na Espanha?

Mais Lidos

  • Genocídio Yanomami em debate no IHU. Quanta vontade política existe para pôr fim à agonia do povo Yanomami? Artigo de Gabriel Vilardi

    LER MAIS
  • A campanha da Fraternidade 2024. Fraternidade e Amizade Social. Artigo de Flávio Lazzarin

    LER MAIS
  • A primeira pergunta de Deus ao homem foi “Onde você está?”. O Artigo é de Enzo Bianchi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

09 Novembro 2022

  • Na Espanha existem 14 seminários Redemptoris Mater (instituídos por João Paulo II em 1988), que, além de encher alguns bispos espanhóis de perplexidade, há alguns anos chamou a atenção da Congregação para o Clero.
  • Segundo fontes consultadas pelo RD, estes seminários podem colocar algumas dificuldades precisamente para a aplicação da Ratio nationalis devido às suas especificidades, difíceis de enquadrar na vida diocesana.

A reportagem é de José Lorenzo, publicada por Religión Digital, 08-11-2022.

“Incentivar e auxiliar na aplicação da Ratio nationalis” . Esse é o objetivo declarado da visita apostólica que, durante os meses de janeiro e fevereiro de 2023, dois bispos uruguaios farão aos seminários espanhóis e que, num primeiro momento, pegou os párocos espanhóis de surpresa, pois aquele documento, aprovado por unanimidade em um plenária em 2019, já havia começado a ser implementado depois de receber as felicitações da Congregação para o Clero.

Como o RD soube, esta visita não foi solicitada por Francisco como resultado de seus encontros com os bispos espanhóis em uma visita ad limina no ano passado, mas teria que ver - embora não apenas - com a necessidade de "dar uma velocidade" à união dos seminários, pois, como já noticiou este portal, apenas 3 dos 45 existentes nas dioceses espanholas teriam aquele "número moderado" de 25 a 30 jovens que o Papa considera ideal para favorecer a convivência e o sentido de pertencer à comunidade.

Foto: Religión Digital

Analisar a formação dos seminaristas

Mas, embora se procure promover o reagrupamento dos seminaristas em seminários mais interdiocesanos, um dos pontos em que as dioceses já estão trabalhando, esta visita apostólica tem também um segundo objetivo: analisar a formação que está sendo realizada em os seminários espanhóis, levando em conta que enquanto há diminuição das vocações para os diocesanos, aumentam em outros, como a Redemptoris Mater, do Caminho Neocatecumenal.

Na Espanha, cerca de 20% dos pouco mais de mil seminaristas espanhóis são formados nos 14 seminários Redemptoris Mater (que foram aprovados por João Paulo II em 1988), que, além de encher alguns bispos espanhóis de perplexidade, alguns anos a atenção da Congregação para o Clero.

O Bispo de Cádiz durante uma visita ao Seminário Redemptoris Mater

Foto: Religión Digital

Segundo as fontes consultadas pelo RD, estes seminários podem apresentar algumas dificuldades precisamente para a aplicação da Ratio Nationalis devido às suas especificidades, dificilmente enquadradas na vida diocesana, uma vez que o seu carácter missionário faz com que, a certa altura, saiam do diocese para ir ao local indicado pelo Caminho Neocatecumenal, mesmo que retornem depois de anos por estarem incardinados na diocese.

Soma-se a isso o fato de que, enquanto os seminaristas diocesanos vivem juntos, os da Redemptoris Mater vivem separados , o que dificulta, de fato, que a diocese tenha "uma comunidade interativa" de seminaristas.

Por que não apenas uma inspeção desses centros?

Teria sido conveniente, então, simplesmente fazer uma inspeção nesses seminários da Redemptoris Mater? Algumas fontes apontam que “poderia ter sido arranjado assim”, mas também entendem que o Vaticano quer ter muito cuidado para não continuar alimentando aquela tensão latente que existe com alguns dos novos movimentos, ainda muito recentes, a dolorosa questão para o Opus Dei de Ad carisma tuendum, a carta apostólica que o Papa Francisco lhe dirigiu motu proprio em 14 de julho.

Há outra circunstância que se acrescenta a esta questão, e é que em algumas dioceses que têm um seminário do Caminho Neocatecumenal, quando o bispo que solicitou a sua implantação se aposenta, às vezes acontece que a pessoa que o substituiu nunca teria contemplado ou considerado isso centro de treinamento necessário na sede que ele agora pastoreia ...

Todos esses elementos, portanto, terão que ser analisados ​​pelos dois bispos uruguaios que realizarão esta visita apostólica no início de 2023, embora muitos deles não os voltem a pegar desde, considerando sua presença na reunião da Comissão Permanente realizada no último setembro, a Congregação para o Clero já tem dossiers de informação sobre o assunto que lhe foram enviados.

Foto: Religión Digital

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Uma visita apostólica para supervisionar os seminários Redemptoris Mater na Espanha? - Instituto Humanitas Unisinos - IHU