Visita do papa a Lesbos gera reações contrárias no episcopado ortodoxo grego

Mais Lidos

  • “O mundo da educação foi sobrecarregado e perturbado pelo surgimento do ChatGPT”. Discurso do cardeal José Tolentino de Mendonça

    LER MAIS
  • O “Filioque” e a história. Artigo de Flávio Lazzarin

    LER MAIS
  • Até quando? Editorial do L’Osservatore Romano

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

13 Abril 2016

É novamente o site de informação religiosa Dogma que dá a notícia de alguns mal-estares que uma parte dos metropolitas da Grécia teriam comunicado ao Sínodo Permanente da Igreja helênica, sobre a próxima visita de Francisco, Bartolomeu e Hieronimus II a Lesbos.

A reportagem é de Francesco Gagliano, publicada no sítio Il Sismografo, 11-04-2016. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

No comunicado, relatado pelo site, os metropolitas de Glyfada, Piraeus e Kalavryta declaram que a visita do pontífice – embora a convite do Sínodo grego e importante enfatizar a questão dos refugiados, além de levar conforto para eles – devia ter sido primeiramente discutida por uma assembleia plenária dos bispos do Sínodo Permanente e, portanto, devia ser adiada.

Em algumas passagens, o comunicado alcança tons muito críticos, chegando a definir esse encontro conjunto como animado por uma certa teatralidade. Lembramos que o Papa Francisco estará em Lesbos no dia 16 de abril próximo; como o mesmo site Dogma tinha publicado, o convite oficial foi enviado ao Santo Padre em nome do Sínodo Permanente da Igreja da Grécia.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Visita do papa a Lesbos gera reações contrárias no episcopado ortodoxo grego - Instituto Humanitas Unisinos - IHU