Os bispos espanhóis denunciam a "desumanidade" do acordo UE -Turquia para expulsar refugiados

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

10 Março 2016

Diante do "arroubo da Europa", aparece a defesa dos valores que nos moldaram como uma civilização. Horas depois de que as organizações católicas que trabalham com os refugiados – Confer, Cáritas, Justiça e Paz e os jesuítas – mostraram sua "mais absoluta rejeição” diante do pré-acordo entre a UE e a Turquia para expulsar os refugiados da Europa, os bispos espanhóis juntaram-se à crítica e salientaram a “sua imensa dor” frente a esta medida.

A reportagem é de Jesús Bastante, publicada por Religión Digital, 09-03-2016. A tradução é de Evlyn Louise Zilch.

"Não nos esqueçamos – sublinha em uma nota a Comissão Episcopal de Migrações – que por trás destes fluxos migratórios, em aumento contínuo, há sempre a desumanidade de um sistema econômico injusto onde o lucro prevalece sobre a dignidade", ou "a violência e a ruína geradas pela guerra, a perseguição ou a fome".

"Essas pessoas indefesas reivindicam com justiça nossa solidariedade", insistem os bispos espanhóis, que requerem "um discurso comum" na UE para "sensibilizar as nossas comunidades na defesa dos direitos dos refugiados e imigrantes e para fazer avançar o cultivo da cultura de acolhimento e integração destes irmãos".

Finalmente, os bispos fazem suas as palavras do Papa do domingo passado, convidando a "ajudar as pessoas que fogem da guerra e da violência, como as centenas de refugiados já acomodados na Itália, incluindo crianças doentes, pessoas deficientes, viúvas de guerra com filhos e idosos".

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Os bispos espanhóis denunciam a "desumanidade" do acordo UE -Turquia para expulsar refugiados - Instituto Humanitas Unisinos - IHU