Médico lembra que cidadãos têm direito a saber composição de lama tóxica

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • A sombra tenebrosa do bolsonarismo. Artigo de Leonardo Boff

    LER MAIS
  • Uma contribuição para uma teologia do sacerdócio a partir da tradição afonsina

    LER MAIS
  • A metáfora empregada pelo professor Anselm Jappe, no Ciclo de Estudos Decálogo do Fim do Mundo, evidencia a sanha destruidora de uma sociedade capitalista que pode sentenciar seu próprio fim

    “Estamos num barco sem combustível e arrancando madeiras do casco para alimentar as caldeiras”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Dezembro 2015

Um dos maiores desastres ambientais da história do Brasil: -o rompimento da barragem da mineradora Samarco, em Mariana, Minas Gerais, – ocorreu no último dia 5.

A entrevista é de Juliana Maya, publicada por EcoDebate, 30-11-2015.

Nesta entrevista, o chefe do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital das Clínicas de São Paulo, Anthony Wong, critica a demora da divulgação da composição da lama tóxica.

Segundo ele, a população tem o direito de saber quais metais estão presentes no rejeito e em quais quantidades, para que possa se proteger dos danos.

Para Wong, a falta de informação sobre os metais presentes na lama impossibilita, inclusive, uma estimativa real das proporções do desastre, porque a não-divulgação desses dados é “totalmente inexplicável”, já que uma análise do solo é possível em, no máximo, uma semana.

Anthony Wong acredita que os resíduos tóxicos vão ter efeitos sobre o meio ambiente por décadas, até que a natureza se recupere. Ele lembra que, em desastres ecológicos, geralmente o impacto inicial é de 5 a 10 vezes menor que o impacto real.

Para ouvir a entrevista completa clique aqui.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Médico lembra que cidadãos têm direito a saber composição de lama tóxica - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV