Arquidiocese de Viena promete acolher mil refugiados em suas instalações

Mais Lidos

  • Papa Francisco: conservadores assustados com a possível escolha de um jovem bispo progressista para o ex-Santo Ofício

    LER MAIS
  • “Foi ele (Bolsonaro) que matou”, denuncia Davi Kopenawa

    LER MAIS
  • O Papa pede "cuidar das homilias, porque são um desastre" e que não ultrapassem dez minutos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: Jonas | 03 Setembro 2015

A Arquidiocese de Viena promete acolher, nas próximas semanas, mil refugiados do Oriente Médio em suas instalações, no centro da capital austríaca, conforme anunciou o cardeal Christoph Schönborn.

A reportagem é publicada por Efe, 02-09-2015. A tradução é do Cepat.

“Em nome da diocese de Viena posso dizer que poderemos receber, com segurança, mil refugiados nas instalações da Igreja, nas próximas semanas”, disse Schönborn, ontem à noite, em declarações à emissora pública ORF.

Por outra parte, o Arcebispo afirmou que outras dioceses e também monastérios no restante do país deveriam oferecer alojamento para os refugiados, que são centenas que chegam todos os dias.

Nas últimas semanas, a Igreja católica austríaca tinha sido objeto de críticas pelas posturas passiva, por parte de seus membros, diante da chegada massiva de refugiados a Áustria.

“Não podemos caminhar pela vida dando lições sobre como tratar os refugiados e não dar a nossa contribuição”, reconheceu a máxima autoridade da Igreja católica austríaca. O Cardeal também pediu às autoridades para agilizarem os procedimentos de asilo político para refugiados sírios, que significam – segundo disse – 99% dos casos.

“Para que são obrigados a passar por um trâmite tão pesado”, perguntou-se Schönborn, fazendo referência ao procedimento de asilo que, na Áustria, pode facilmente durar um ano, enquanto que na vizinha Alemanha acontece em alguns meses.

As autoridades austríacas estimam que, neste ano, a república alpina receberá 80.000 refugiados do Oriente Médio, sobretudo sírios, iraquianos e afegãos.

Veja também:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Arquidiocese de Viena promete acolher mil refugiados em suas instalações - Instituto Humanitas Unisinos - IHU