Cardeal Pell nega tentativa de compra do silêncio de uma vítima de pedofilia

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Encantar a política: Uma proposta de cristãs e cristãos católicos para o povo brasileiro. Artigo de Toninho Kalunga

    LER MAIS
  • Ucrânia, Terceira Guerra Mundial e o guia do Papa Francisco para a Igreja. Artigo de Tomáš Halík

    LER MAIS
  • Cristo e a paz. Artigo de Dietrich Bonhoeffer

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 22 Mai 2015

O cardeal australiano George Pell (foto), atual responsável pelas Finanças do papa Francisco, negou, na quinta-feira,  a tentativa de comprar o silêncio da vítima de um sacerdote pedófilo.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 21-05-2015. A tradução é do Cepat.

 
Fonte: http://goo.gl/T0KYXh  

Pell fez estas declarações quando vítimas de abusos perpetrados por religiosos católicos solicitaram o seu depoimento em uma comissão sobre os fatos denunciados. David Ridsdale, vítima aos 11 anos de abusos de seu tio, o sacerdote Gerald Ridsdale, disse à comissão, na quarta-feira, que falou com Pell, um amigo da família, a respeito das agressões sexuais, em 1993. No entanto, este haveria tentado comprar o seu silêncio.

Em um comunicado, o purpurado australiano, que afirmou ter acompanhado a investigação da comissão, mostrou-se “horrorizado” pelo relato dos abusos, ao mesmo tempo em que negou a tentativa de suborno. “Em nenhum momento tentei subornar David Ridsdale ou sua família, ou oferecer qualquer incentivo financeiro para comprar seu silêncio”, acrescentou.

Pell, que não é acusado de cometer abusos sexuais, explicou que quando falou com David, a polícia já investigava Gerald Ridsdale, pedófilo atualmente em prisão. “Sempre apoiei estas investigações policiais”, disse.

Em março de 2014, o cardeal australiano se apresentou à comissão que investiga as respostas institucionais ao abuso sexual infantil, que escutou duros relatos sobre abusos em lugares de culto, orfanatos, grupos comunitários e escolas.

Nicky Davis, o líder de uma rede de vítimas sexuais de sacerdotes, solicitou que Pell se apresente novamente à comissão para responder as acusações de suborno, caso verdadeiramente acredite “na gravidade do crime de violação sexual de crianças indefesas”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cardeal Pell nega tentativa de compra do silêncio de uma vítima de pedofilia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV