Snowden afirma que os Estados Unidos apoiam os ataques israelenses com dinheiro, armas e vigilância

Mais Lidos

  • Atividade, no formato live, será na terça, 05-03, a partir das 10h

    Influenciadores digitais católicos em debate no IHU

    LER MAIS
  • A identidade de católico, o Papa e o cristianismo de libertação versus a direita. Artigo de Jung Mo Sung

    LER MAIS
  • Francisco: pedi para realizar estudos sobre a ideologia de gênero, o perigo mais feio hoje

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: Jonas | 06 Agosto 2014

O ex-contratado da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Edward Snowden, apresenta novos documentos secretos que evidenciam a cooperação entre a NSA e os serviços de inteligência israelenses.

A reportagem é publicada por RT, 04-08-2014. A tradução é do Cepat.

Um novo documento da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, em suas siglas em inglês), revelado pelo ex-agente Edward Snowden, ressalta a participação direta do Governo dos Estados Unidos e de seus principais aliados na agressão de Israel contra a Faixa de Gaza. O relatório foi publicado no portal de vazamentos ‘The Intercept’, por parte do analista Glenn Greenwald.

Segundo o documento, “a NSA mantém uma relação técnica e analítica importantíssima com a Unidade 8200 (ISNU ou SIGINT, em suas siglas em inglês), compartilhando com mesma informação de acesso, interceptação, orientação, linguagem e análise”. Os níveis de dinheiro, armas e recursos de vigilância emprestados pelo Governo dos Estados Unidos aos serviços de inteligência de Israel são significativos.

“Os novos documentos de Snowden ilustram um fato crucial”, escreveu Greenwald, analista do ‘The Intercept’, em um artigo que acompanha o documento. O especialista explica que a agressão israelense não seria possível sem o apoio constante e pródigo dos Estados Unidos para Israel.

A cooperação entre NSA e ISNU, que se iniciou em 1968, foi a base para a estreita relação existente atualmente entre o restante de organizações de inteligência israelenses e estadunidense tais como a CIA, Mossad, e a Divisão de Operações Especiais, assegura Greenwald.

As inteligências dos Estados Unidos e Israel trabalham juntas para poder ter acesso a diversos objetivos geográficos como os “países da África do Norte, Oriente Médio, o Golfo Pérsico, Sul da Ásia, e as repúblicas islâmicas da antiga União Soviética”, segundo aponta o documento.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Snowden afirma que os Estados Unidos apoiam os ataques israelenses com dinheiro, armas e vigilância - Instituto Humanitas Unisinos - IHU