Núncio diz que o Paraguai precisa de melhores pastores

Mais Lidos

  • O Novo Ensino Médio e as novas desigualdades. Artigo de Roberto Rafael Dias da Silva

    LER MAIS
  • “Um Netanyahu em plena fuga para a frente vai responder ao Irã, e apenas os EUA podem evitar o pior”

    LER MAIS
  • Elon Musk e o “fardo do nerd branco”

    LER MAIS

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Por: André | 01 Julho 2014

Na missa dominical de Caacupé, o núncio apostólico, Eliseo Ariotti, pediu por melhores pastores para a Igreja. O pedido se deu três semanas após o bispo de Ciudad del Este, Rogelio Livieres, acusar publicamente o arcebispo de Assunção, Pastor Cuquejo, de ser homossexual. Disse que está nas mãos do Papa determinar as consequências do conflito.

A reportagem é de Darío Bareiro e está publicada no jornal paraguaio Ultima Hora, 30-06-2014. A tradução é de André Langer.

Na cerimônia, o representante do Papa Francisco no Paraguai referiu-se ao conflito entre os bispos. “Essa questão está sendo acompanhada pelo Senhor, pela Divina Providência”, disse.

O núncio disse que há uma saída para o conflito. Num primeiro momento, a solução encontrada foi “a misericórdia de Deus, o perdão recíproco e a reconciliação. E depois, a disciplina da Igreja”.

Ariotti assinalou aos meios de comunicação que todos os bispos visitaram tanto a Rogelio Livieres como a Pastor Cuquejo para dar uma palavra de conforto a cada um. “Agora o Papa tem suas consequências e quando o Papa tem suas consequências, sempre é para a solicitude e o benefício da Igreja”, disse o núncio.

Orações. Na eucaristia, na qual se recordou São Pedro e São Paulo, em Caacupé, o Santuário Nacional não encheu de fiéis como de costume. A chuva dificultou a afluência dos devotos.

Durante a homilia, o núncio Ariotti recordou os milhares de atingidos pelas enchentes e pediu para que os fiéis ajudem os flagelados unindo-se a eles em orações e obras.

Ariotti recordou que através dos séculos a presença da Igreja foi benéfica por estar marcada por uma intensa ação educativa de promoção humana, de respeito à vida de todas as pessoas.

“A Igreja, fiel ao ensinamento de Cristo, aspira a estar cada vez mais presente e ativa no meio da sociedade, nas modalidades próprias do mundo atual e realizando ao mesmo tempo sua urgente missão de ensinar, curar e assistir os pobres, promover sua dignidade e promover a dignidade de todos os seres humanos, quer sejam marginalizados, deslocados ou encarcerados com seus martírios”, ressaltou o bispo.

Ajuda ao Papa. No domingo, realizou-se a coleta mundial para o Óbulo de São Pedro em todas as paróquias do país, para apoiar as obras missionárias, iniciativas humanitárias e de promoção social do Papa Francisco, assim como para manter as diferentes atividades da Santa Sé.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Núncio diz que o Paraguai precisa de melhores pastores - Instituto Humanitas Unisinos - IHU