O Google quer registrar a palavra “glass”

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Um bomba social por trás do Auxílio Brasil

    LER MAIS
  • O evangelismo empreendedor: o entrepreneurship na ação política das organizações não-governamentais transnacionais da nova direita

    LER MAIS
  • Pedro Casaldáliga no caminho dos Padres da Igreja da América Latina. Artigo de Juan José Tamayo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 08 Abril 2014

As histórias de empresas registrando, ou procurando fazê-lo, palavras genéricas com fins comerciais estão longe de acabar. Depois que a King registrou a palavra “Candy” para seu jogo Candy Crush, ou que o Facebook conseguiu a mesma façanha com a palavra “Face”, agora o Google parece ter decidido que a palavra “Glass” lhe pertence e procura registrá-la no Escritório de Patentes dos Estados Unidos.

 
Fonte: http://bit.ly/1k03rku  

A reportagem está publicada no sítio Rebelión, 08-04-2014. A tradução é de André Langer.

No momento, o Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos está resistindo às intenções do Google. O que não se sabe é por quanto tempo, porque o Google está apelando da decisão.

Dois problemas principais aparecem ao querer registrar algo tão simples e trivial como “glass”. O primeiro é que se trata de uma palavra presente em outras palavras registradas. Por este motivo, um novo registro por parte do Google provocaria caos e confusão. “Todas as marcas que utilizam ‘Glass’ (Write on Glass, Glass3D, Teleglass) criam a mesma impressão comercial”.

O segundo ponto de objeção tem a ver com o fato de que o vocábulo é muito genérico e “simplesmente descreve uma característica ou um material que compõe o produto”, neste caso as lentes do Google. Além disso, acrescenta-se que a campanha quer registrar o termo para um produto (um óculos) que na realidade não corresponde à estrita definição da palavra, explica Fawerwayer baseando-se no documento oficial emitido pelo Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Google quer registrar a palavra “glass” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV