Francisco recebe a taça do San Lorenzo

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Movimento dos Focolares à prova

    LER MAIS
  • “Sendo 1% da população, os indígenas são a ponta de lança na resistência a Bolsonaro.” Entrevista com Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • O desafio do pós-teísmo. Artigo de Paolo Gamberini

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 19 Dezembro 2013

Um presente muito peculiar. Nunca antes um Papa havia recebido um troféu original de uma equipe de futebol, mas, o San Lorenzo de Almagro é o clube dos amores de Francisco. Uma relação especial, que remonta à infância de Jorge Mario Bergoglio. Por isso, a diretoria decidiu presentear o seu fã mais notável com a própria taça que receberam no último domingo, quando se consagraram campeões do Torneio Inicial 2013, da primeira divisão na Argentina.

 
Fonte: http://goo.gl/tSXSAj  

A reportagem é de Andrés Beltramo Álvarez, publicada por Vatican Insider, 18-03-2013. A tradução é do Cepat.

Liderada pelo presidente do clube, Matías Lammens e o vice-presidente, Marcelo Tinelli, uma delegação do San Lorenzo chegou, nesta quarta-feira pela manhã, na Casa de Santa Marta, a residência papal no Vaticano. Ali, o Pontífice os recebeu, em particular, durante uns 40 minutos.

Foi a oportunidade ideal para recordar histórias de Bergoglio. De quando seu pai jogava basquetebol nas quadras localizadas junto ao antigo estádio da equipe, sobre a forma como conheceu sua mãe e as partidas que ele próprio acompanhou das arquibancadas. E quando o grupo lhe comunicou que o presenteariam com a taça original e não com uma réplica, sorrindo exclamou: “Vocês estão loucos!”.

“Na conversa, falamos sobre muitos assuntos, desde o esporte até os temas sociais e as problemáticas mundiais. Ele sempre tem uma resposta que nos deixa refletindo. Perguntamos-lhe sobre como teve a força e a coragem de tomar algumas decisões importantes para a Igreja como instituição? Respondeu-nos: eu apenas abri a porta, o restante veio sozinho”, disse Lammens.

“Perguntamos-lhe também como está suportando o desgaste de seu posto, ele pensou um momento e não reclamou: não perdi a paz. Estamos muito orgulhosos de ter um torcedor dessa envergadura, que transmite isso, que tem coragem, porque além de seu carisma e humildade tem muita coragem”, acrescentou, durante um encontro com jornalistas na sede da Pontifícia Academia para as Ciências, organizada pelo chanceler (argentino e também fã do San Lorenzo) Marcelo Sánchez Sorondo.

Lammens também disse que o Papa se mantém atualizado sobre o futebol argentino graças ao seu secretário particular, o sacerdote maltês Alfred Xuereb, que é apaixonado pelo clube italiano Juventus de Turim.

 Após aqueles minutos de conversa particular, o grupo – que incluía os jogadores Sebastián Torrico e Mauro Cetto – deslocou-se até a Praça de São Pedro, onde mais de 25.000 pessoas já estavam reunidas para participar da audiência papal. Ali mesmo, e depois da catequese pronunciada em italiano, a diretoria entregou formalmente a taça e um uniforme oficial da equipe (faixas vermelhas e azuis), com a inscrição: “Francisco. Campeão. Torneio Inicial 2013”.

Quando lhe mostraram o uniforme, havia uma auréola em sua honra. Disse-lhes em tom amigável e com um sorriso: “Veja como são caras-de-pau!”. Depois, despediu-se. “Pediu-nos que rezemos por ele e nós lhe pedimos que sempre reze por nós”, confirmou Tinelli.

Contudo, a copa não foi o único presente entregue ao líder católico. O goleiro lhe doou também as luvas com as quais jogou a última partida do campeonato com o Velez Sarsfield. “Torrico teve uma defesa magistral, no último minuto, que nos possibilitou ganhar o título. Foi a mão dele, a mão do Papa e a mão de Deus que defendeu essa bola, que nos possibilitou ganhar o título”, acrescentou o vice-presidente.

Tinelli revelou que a taça e as luvas se somarão uma fotografia de David Pontoni, jogador do San Lorenzo do ano de 1946 e ídolo máximo do papa Francisco, que já estava na Santa Sé.

“Deu-nos um presente muito especial, uma imagem da Virgem para que coloquemos em nosso estádio. Nós a levaremos com muitíssimo amor e carinho, é uma imagem linda e a colocaremos o mais rápido possível”, disse.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco recebe a taça do San Lorenzo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV