''Bergoglio não pertence aos liberais''. Entrevista com Michael Novak

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

13 Dezembro 2013

O papa na capa da revista Time como Pessoa do Ano "é uma escolha magnífica, mas os liberais cometem um grave erro se acreditam que o Papa Francisco pertence a eles". Palavras de Michael Novak, o teólogo católico conservador do American Enterprise Institute e da Ave Maria University, que ele diz ter "pensado em João Paulo II quando soube da escolha da Time".

A reportagem é de Maurizio Molinari, publicada no jornal La Stampa, 12-12-2013. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis a entrevista.

Por que você pensou em Wojtyla?

Durante uma cerimônia em São Pedro, ele veio ao meu encontro e apertou a minha mão. Naquele momento, instintivamente, eu lhe disse simplesmente para continuar fazendo o que estava fazendo pela Igreja. É o mesmo desejo que eu dirijo agora para o Papa Francisco.

Mas são muitos os comentaristas liberais que consideram que esse pontífice se afasta dos valores tradicionais da Igreja. A Time, em suas motivações, destaca o desafio ao capitalismo...

A nossa fé não é nem de direita, nem de esquerda. Ela vem de um tempo em que a direita e a esquerda não existiam, e ainda existirá quando a direita e a esquerda desaparecerem.

Como você explica que o presidente Barack Obama citou o Papa Francisco sobre o tema da luta contra a desigualdade?

Ele fez uma coisa certa, porque este papa dá prioridade à atenção pelos mais fracos, vulneráveis, discriminados. Mas isso não significa ser liberal. Significa ter fé.

Você não acredita que as aberturas do pontífice sobre os gays sejam uma reviravolta?

A tentativa dos liberais de puxar o papa pelo casaco é um erro grave. Sobre os gays, assim como sobre o aborto, o Papa Francisco não se afasta da doutrina. A operação que os liberais estão tentando fazer é recuperar, no fronte cultural, as derrotas que sofreram no campo da economia. Os países que queriam ser marxistas, da Rússia à Índia, escolheram a economia de mercado. Os liberais apontam para os valores, a cultura. Tentando se apossar dos temas da nossa fé.

O que você pensa da escolha feita pela Time?

Ela premia o fato de que este papa atrai aplausos e críticas, faz discutir, levou a Igreja para o centro de uma conversa global. Também graças ao fato de ser um papa do povo, de saber entrar em sintonia, fazendo gestos simples, com as pessoas comuns, distanciando-se da hierarquia. Eu acho que a Time o escolheu porque ele não é um líder do tipo tradicional.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

''Bergoglio não pertence aos liberais''. Entrevista com Michael Novak - Instituto Humanitas Unisinos - IHU