Presidente da Venezuela vai a Roma para receber “orientações e bênçãos” de Francisco

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Reformas essenciais necessárias em nossa Igreja hoje. Documento da Catholic Church Reform International

    LER MAIS
  • Os dois santos que me salvaram da escrupulosidade

    LER MAIS
  • A grande guerra contemporânea e a diplomacia vaticana. Entrevista com Pietro Parolin, secretário de Estado da Santa Sé

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 13 Junho 2013

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, confirmou nesta quarta-feira que na próxima segunda-feira, dia 17 de junho, terá um encontro com o Papa Francisco em Roma, reunião na qual receberá “as bênçãos” e as “orientações” do Sumo Pontífice.

A reportagem está publicada no sítio Religión Digital, 11-06-2013. A tradução é do Cepat.

“Em nome de todo o povo da Venezuela vou receber as bênçãos e as palavras generosas, garanto, e orientações do Papa Francisco”, disse Maduro após confirmar o encontro durante um ato de Governo que presidiu em Caracas transmitido pelo canal estatal VTV.

O presidente indicou que sua viagem a Roma tem como objetivo principal receber um reconhecimento por parte da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), “porque a Venezuela é o país que mais fez contra a fome no mundo”.

“E, sabendo que estou em Roma, foi marcada uma audiência com o Papa Francisco e tenho uma grande expectativa, porque o Papa Francisco deu declarações muito bonitas em relação à ética da humildade”, comentou.

Também festejou que o Papa tenha criticado recentemente o “capitalismo selvagem” e assinalou que ele “vêm rompendo um conjunto de protocolos que refletem um espírito de mudança”.

Mais cedo, o porta-voz vaticano, Federico Lombardi, confirmou que o Papa Francisco receberá Maduro na próxima segunda-feira no Vaticano.

Esta será a primeira visita do presidente Maduro ao Papa Jorge Bergoglio, cujo antecessor, Hugo Chávez, foi três vezes à Sede Apostólica, onde se reuniu com João Paulo II, em 1999 e 2001, e com Bento XVI, em 2006.

Na próxima semana, além disso, três deputados opositores venezuelanos se reunirão com o secretário das Relações do Vaticano com os Estados, Dominique Mamberti, a quem vão expor a necessidade de “medidas humanitárias” para presos e exilados.

O deputado Edgar Zambrano indicou que ele e outros dois deputados se encontrarão dia 18 de junho com Mamberti, considerado o chanceler do Vaticano, e no dia 19 participarão de uma audiência geral com o Papa Francisco.

Na visita, os parlamentares solicitarão “medidas humanitárias” para 235 pessoas, 25 delas consideradas pela oposição presos políticos, que estão sendo submetidas a julgamento pela tentativa de golpe e pela greve petroleira de 2002, e outros acontecimentos posteriores.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Presidente da Venezuela vai a Roma para receber “orientações e bênçãos” de Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV