Pesquisa aponta vitória de Correa no primeiro turno

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • “O populismo autoritário se apropria da linguagem da soberania popular”. Entrevista com Pierre Dardot

    LER MAIS
  • Pastor pede escusas por ter discriminado homossexuais

    LER MAIS
  • No feijão, retrato do libera-geral de venenos

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 22 Janeiro 2013

O presidente do Equador e candidato à reeleição, Rafael Correa, deve vencer as eleições de 17 de fevereiro no primeiro turno, de acordo com uma pesquisa de intenção de voto divulgada ontem pela imprensa equatoriana. Na sondagem realizada pelo instituto Market – primeira a ser divulgada após o início da campanha eleitoral – Correa aparece com 49% dos votos válidos.

A reportagem é publicada pela Agência O Globo, 18-01-2013.

Para vencer no primeiro turno, o presidente tem que conseguir mais da metade de um dos votos válidos ou 40% e uma diferença de 10 pontos percentuais do segundo colocado, de acordo com a lei eleitoral.

Correa assumiu o poder em 2007 e, em 2009, foi ratificado no cargo em eleições convocadas após a aprovação da nova Constituição. Se for reeleito, ele permanecerá por mais quatro anos no poder.

O banqueiro Guillermo Lasso vem em segundo lugar, com 18% da intenção de votos. Em terceiro aparece o ex-presidente Lucio Gutiérrez, com 12%, seguido pelo economista e candidato dos movimentos indígenas e de esquerda Alberto Acosta, com 6%. O milionário Alvaro Noboa tem 4% das intenções de voto.

Segundo a pesquisa, o partido de Correa, Aliança País (AP), também obteria os dois terços na Assembleia Nacional de um total de 137 cadeiras que os equatorianos deverão eleger no próximo dia 17 de fevereiro.

Campanha

O presidente entregou na terça-feira seu cargo ao vice-presidente, Lenín Moreno, para poder se dedicar exclusivamente à campanha. Nesta semana, Correa passou a parte do tempo no litoral equatoriano, onde afirmou que sua administração melhorou a condição econômica das classes populares.

Além do presidente, os 11,6 milhões de eleitores convocados deverão escolher 137 membros do Parlamento, incluídos seis representantes dos equatorianos no exterior, e os cinco delegados do país no Parlamento Andino, integrado também por Bolívia, Colômbia e Peru.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Pesquisa aponta vitória de Correa no primeiro turno - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV