Tawadros é o novo Papa copta

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Arquidiocese italiana permite que católico transgênero seja crismado sob novo nome

    LER MAIS
  • O novo humanismo do Papa Francisco: ser pessoas normais, concretas, simples, com o pé no chão

    LER MAIS
  • A força transformadora da escuta hospitaleira e convivial

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 06 Novembro 2012

A mão inocente de um menino escolheu o bispo Tawadros (foto) como o novo patriarca da Igreja ortodoxa copta do Egito. Neste domingo, em razão da cerimônia, a Catedral São Marcos, no Cairo, estava cheia.

A reportagem é publicada no sítio Religión Digital, 04-11-2012. A tradução é do Cepat.

Depois das 10h30min [de domingo], um menino sorteou, entre os três candidatos, o centésimo décimo oitavo patriarca. A cerimônia foi marcada por um protocolo solene, considerado o reflexo de uma eleição divina.

“Pedimos ao Espírito Santo que nos dê o seu apoio”, declarou o bispo Pachomius, chefe interino desta Igreja. A cerimônia da mais importante comunidade cristã do Oriente Médio aconteceu na Catedral de São Marcos, no Cairo, sede desta Igreja, cujo chefe Shenuda III morreu, no último mês de março, aos 88 anos.

O atual processo de escolha contempla uma pré-seleção de três candidatos, por voto secreto, num conselho com cerca de 2.500 pessoas do clero e dos fiéis leigos. Os candidatos pré-selecionados na segunda-feira, 29 de outubro, foram os bispos Rafael (54 anos), do Cairo, e Tawadros (60 anos), de Beheira (Delta do Nilo), e um monge, o padre Rafael Ava Mina (70 anos).

A eleição final fica nas mãos de uma criança, do sexo masculino, com idade entre 5 e 8 anos, durante a cerimônia deste domingo (04/11), nomeada como “sorteio do altar”. Confiar a eleição final a um menino “vem do passado, sendo interrompido e retomado em 1957”, data em que o procedimento foi regulamentado e aplicado em duas ocasiões (Cirilo VI, em 1959 e Shenuda III, em 1971).

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Tawadros é o novo Papa copta - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV