À querida amiga Danielle Mitterrand. Mensagem de Adolfo Pérez Esquivel

Mais Lidos

  • “É muito difícil para mim imaginar como vamos sobreviver até o final do século”. Entrevista com George Monbiot

    LER MAIS
  • “A reivindicação identitária nega a mistura”. Entrevista com Élisabeth Roudinesco

    LER MAIS
  • “Declínio da religião e futuro do Evangelho”: Novo livro de José María Castillo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

26 Novembro 2011

Morreu nesta semana Danielle Mitterand, reconhecida internacionalmente pelo seu trabalho de militante de esquerda, pela defesa dos povos do terceiro mundo e campanhas internacionais, entre outras, como o direito à água como um bem público.

Nascida Danielle Gouze, em 29 de outubro de 1924, em Verdun (perto da fronteira com a Alemanha), ela foi politicamente ativa desde a juventude, e aos 17 anos aderiu à Resistência antinazista, onde conheceu François Mitterrand.

O argentino Adolfo Pérez Esquivel, prêmio Nobel da Paz, um dos muitos amigos de Danielle Mitterand, lhe dedicou uma mensagem.

Eis a mensagem.

À querida amiga Danielle Mitterrand: Militante da Vida

Decidiste partir para outros horizontes em vez de ficar junto ao povo com sua solidariedade e o seu apoio incansável, lutando pelas causas justas nos caminhos da libertação.

Forjaste espaços solidários através da France-Libertès, que completou 25 anos, que iluminou e encorajou grupos e movimentos sociais que encontraram em tua pessoa afeto e fraternidade para continuar tecendo a tela da esperança, firme e solidária na luta contra os totalitarismos e as ditaduras militares que sofremos na América Latina e em outras partes do mundo.

Encontramos-te nos caminhos acompanhando e reivindicando os direitos dos povos como os curdos, os sauris, na Ásia, entre outros.

Tua experiência de vida te levou à resistência contra o nazismo e à luta pela libertação da França, no qual foi temperando o seu espírito e o desejo de liberdade.

Lembro dos encontros em Paris e de sua permanente preocupação e solidariedade com as crianças do mundo e conseguimos assim construir a Aldeia de Jovens para a Paz na Argentina. Tivemos a alegria de sua presença e a partilha de momentos maravilhosos. Vimos a realização de uma obra da qual foste iniciadora, com sonhos que hoje são realidade.

Teu compromisso com a Verdade e a Justiça te levou à Ex-ESMA – Escola Mecânica da Armada, por onde passaram milhares de compatriotas prisioneiros, torturados, sequestrados e desaparecidos na Argentina, crianças também sequestradas e desaparecidas, lugar de onde levavam os prisioneiros para os voos da morte.
Esteve conosco acompanhando a dor e a resistência de um povo. Acompanhou-nos no caminho percorrido pela atual presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner.

Quando te perguntamos se estavas cansada, tua reposta foi, "estou reservando energias para continuar". Tua permanente preocupação com o meio ambiente, a democratização da terra e dos recursos e bens da humanidade, como a água que deve ser preservada da ambição dos poderosos e defendido como um direito vital para a vida planetária, essa luta foi um dos grandes temas de sua vida, que devemos continuar defendendo.

Quantas lembranças e memórias partilhadas nessa caminhada da vida! Tinha capacidade de cruzar fronteiras e abraçar irmãos e irmãs na luta para derrubar os muros da intolerância, da opressão e reivindicar os direitos de todos e de todas, superar os individualismos e pensar em todos nós, sem interesses, com essa grandeza de espírito e de consciência crítica e de valores.

Querida Danielle, não lhe dizemos adeus porque sabemos que "está recuperando energias para continuar o caminho", e onde quer que se encontre lhe damos um forte abraço.

Adolfo Pérez Esquivel

Buenos Aires, 22 de novembre de 2011.

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

À querida amiga Danielle Mitterrand. Mensagem de Adolfo Pérez Esquivel - Instituto Humanitas Unisinos - IHU