O Papa e a hipótese de uma viagem a Cuba em 2012

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • “A reação de pastores é uma rebelião política em nome da fé”. Entrevista especial com José de Souza Martins

    LER MAIS
  • O que precisamos aprender com André Janones

    LER MAIS
  • “A saúde do solo, das plantas e a nossa estão interligadas”. Entrevista com Vandana Shiva

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


17 Setembro 2011

Duas vezes para a América Latina e duas vezes para o Brasil. Bento XVI viajou à América Latina – que antes era chamada de "Continente da Esperança" – em maio de 2007, visitando São Paulo e em seguida Aparecida do Norte, por ocasião da reunião do CELAM (Conselho Episcopal Latino-Americano). Agora, após o anúncio da realização da próxima Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, também a segunda visita à América Latina de seu Pontificado, em 2013, terá que ser novamente o Brasil.

A reportagem é de Andrea Tornielli está publicada no sítio Vatican Insider, 07-09-2011. A tradução é do Cepat.

Nas Igrejas do "Continente da Esperança", trabalha-se com a hipótese de que o Papa possa acrescentar à sua agenda, além da visita ao Brasil, uma viagem a outro país latino-americano de fala castelhana. A única pessoa que fez referência a isso publicamente, durante os últimos dias, foi o arcebispo de Havana, o cardeal Jaime Lucas Ortega y Alamino, que, por ocasião da peregrinação pública à Virgem da Caridade do Cobre, disse que "Cuba vive uma primavera de fé", que o povo "está se aproximando da Igreja católica". E também fez saber que convidou o Papa para visitar Cuba: "Estive com ele em Castel Gandolfo no dia 14 de agosto e ele me disse: "Se Deus quiser". Não me disse que não, creio que queira vir. Ortega acrescentou que o Papa "é um homem de quase 85 anos, que tem compromissos e viagens já fixados; mas não descartou a hipótese".

A abertura à Igreja por parte do regime de Castro durante esta fase do longuíssimo crepúsculo de Fidel, poderia verdadeiramente fazer pensar na hipótese de uma viagem à Ilha do Caribe? A possibilidade de uma visita à América Latina no segundo trimestre de 2012 parece difícil, embora muitos aguardem por ela. Mas se o Papa se decidisse a fazê-la, embora seja muito mais provável que no próximo ano vá realizar uma viagem à Ásia, há outros países que estão solicitando uma visita sua. O primeiro de todos é o México, meta da primeira e histórica viagem de João Paulo II, em janeiro de 1979.

Joseph Ratzinger sempre esteve profundamente impressionado com o papel evangelizador que teve o acontecimento de Guadalupe, o aparecimento da Virgem com traços indígenas ao índio Juan Diego, em 1531. Mas a Cidade do México, capital federal do país, além de sede do Primaz, se ergue a 2.400 metros de altitude e os médicos desaconselhariam que o Pontífice vá. Outro possível destino nesse país poderia Guadalajara ou Yucatán: neste caso, quem peregrinaria até Bento XVI seria a imagem da Virgem de Guadalupe formada no "poncho", uma espécie de capa, do índio Juan Diego e que se conserva no santuário mariano mais visitado do mundo.

Outro projeto poderia prever uma viagem do Papa para a Colômbia, visitando Bogotá e Medellín, mas também neste caso surgem problemas relacionados com a altitude. E para terminar, se pensou também num itinerário que compreenda Buenos Aires (Argentina), Santiago (Chile) e uma rápida passagem por Montevidéu (Uruguai).

Devemos recordar que Bento já declinou do convite para visitar a República Dominicana, onde este ano se celebrou o 500º aniversário da instituição da Arquidiocese de Santo Domingo. Portanto, não é fácil imaginar que acrescente uma nova e sem dúvida difícil viagem intercontinental durante o próximo ano. O Papa, apesar da idade avançada, demonstrou que suporta bem o cansaço e os compromissos durante as viagens. Este ano, após ter estado na Croácia e na Espanha (na JMJ com o calor tórrido de agosto), aguardam-no ainda a Alemanha e o Benin (será sua segunda visita à África). "Mas também é necessário – explicam fontes ligadas ao Vaticano – que dose as forças".

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa e a hipótese de uma viagem a Cuba em 2012 - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV