Vaticano proíbe confissão por iPhone

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

09 Fevereiro 2011

Não haverá confissões por iPhone. E, se houver, não serão válidas.

Por meio de seu porta-voz, o padre Federico Lombardi, o Vaticano ressaltou ontem que a verdadeira confissão não pode ser realizada pelo iPhone.

A notícia é do sítio Religón Digital, 09-02-2011.

"É essencial compreender bem que o sacramento da penitência demanda necessariamente uma relação de diálogo pessoal entre o penitente e o confessor, e a absolvição do sacerdote presente. Isso não pode ser substituído por nenhum aplicativo da informática. É preciso insistir nisso para evitar qualquer ambiguidade, não se podendo falar de forma alguma em "confissão pelo iPhone" – destacou.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vaticano proíbe confissão por iPhone - Instituto Humanitas Unisinos - IHU