Dom Paul Tighe, o mais provável sucessor do Mons. Viganò

Revista ihu on-line

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco recebe seis mulheres transgênero: “Nós nos sentimos acolhidas sem preconceitos”

    LER MAIS
  • Para os bispos brasileiros “urge não fechar os olhos diante da loucura da corrida armamentista no Brasil”

    LER MAIS
  • Ao falar que “A Amazônia é nossa”, Bolsonaro diz que “A Amazônia é do crime”, afirma jornalista britânica

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Março 2018

Após a renúncia do Mons. Dario Edoardo Viganò à prefeitura da Secretaria para a Comunicação, aceita a partir dessa quarta-feira, 21, pelo Santo Padre, é quase certo que o sucessor será o bispo irlandês Paul Tighe, nascido em 12 de fevereiro de 1958, na cidade de Navan, no condado de Meath. Dom Tighe, que foi recebido pelo papa em Santa Marta na última quinta-feira, 15 de março, atualmente é secretário do Pontifício Conselho para a Cultura.

A reportagem é de Luis Badilla, publicada por Il Sismografo, 21-03-2018. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

O provável futuro prefeito, antes de se tornar sacerdote, formou-se em Direito pelo University College Dublin e foi ordenado sacerdote em 10 de julho de 1983. Depois de alguns compromissos pastorais no seu país natal, transferiu-se para Roma para estudar Teologia Moral na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Em 30 de novembro de 2007, o Papa Bento XVI nomeou-o secretário do Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais. Por ocasião da reforma das mídias vaticanas, que levou à dissolução desse conselho, Dom Tighe foi transferido para o Conselho para a Cultura.

Mas é preciso lembrar que, no dia 9 de julho de 2014, ele foi nomeado pelo Papa Francisco como secretário do Comitê para a Reforma das mídias vaticanas, instância que levou, depois, à criação, em 27 de junho de 2015, da Secretaria para a Comunicação, que o Mons. Viganò deveria dirigir ad experimentum até setembro de 2019.

Em 19 de dezembro de 2015, quando o Papa Francisco nomeou o então Mons. Tighe como secretário adjunto do Pontifício Conselho para a Cultura, ele também o tornou bispo. Ele foi consagrado no dia 27 de fevereiro de 2016, na Basílica de São Pedro, pelos cardeais Parolin e Ravasi e pelo arcebispo Claudio Maria Celli.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dom Paul Tighe, o mais provável sucessor do Mons. Viganò - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV